Início » Resident Evil ficou ruim ou apenas “evoluiu”?
Destaque Objection!

Resident Evil ficou ruim ou apenas “evoluiu”?


Primeiramente não vou dizer que sou a favor das mudanças drásticas pelas quais a série passou, mudando seu formato nos últimos anos. Muito pelo contrário, prefiro os bons tempos em que eu passava horas procurando uma maldita chave pra abrir uma porta ou tendo que dar Load Game toda hora porque morria pro boss difícil de certa área do game. Mas certos pontos positivos precisam ser levados em conta. Eu, particularmente, prefiro acreditar que evoluiu.

Nada nunca vai superar o susto que esses cães me deram
Nada nunca vai superar o susto que esses cães me deram

Desde que saíram GameCube, PlayStation 2 e afins, a Capcom precisava reformular o potencial gráfico da série e atrair novos fãs para a nova geração que estava em seus anos dourados. “Resident Evil Code: Veronica” tinha acabado de dar o ar de sua graça tanto no Dreamcast e PS2 enquanto Shinji Mikami e sua turma trabalhavam duro em “Resident Evil 4”, que estava sendo produzido somente para o GameCube. O potencial gráfico e as novas ideias na mente da equipe brilhante que deu vida aos três primeiros games da série estavam trabalhando em algo muito superior para o quarto game e sua versão beta mostrou que não estavam pra brincadeira.

A versão beta de "Resident Evil 4" assustou, mas foi alterada
A versão beta de “Resident Evil 4” assustou, mas foi alterada

Porém a versão beta de “Resident Evil 4” foi jogado nos porões da Capcom e a única coisa que aproveitaram foi o design de Leon Kennedy, protagonista da trama. Foi quando em janeiro de 2005, quando vimos o resultado final de anos de trabalho, que “Resident Evil” mudaria pra sempre. O quarto game estava completamente diferente de seu antecessor, “Resident Evil 3”, que ainda tinha seus característicos zumbis e sua câmera parada, e apresentava o novo formato que a série usaria como base para seguir adiante no mercado. Muitos fãs antigos viraram arqui-inimigos da franquia a partir dali, muitos (como eu) continuaram fãs fervorosos e muitos outros seguidores foram conquistados ali. E por esse e outros motivos há o debate: Resident Evil esqueceu suas raízes e ficou ruim ou abraçou novos formatos e evoluiu?

Jill e Nemesis em sua eterna e nostálgica batalha
Jill e Nemesis em sua eterna e nostálgica batalha

A câmera por trás do personagem, a dinâmica bem mais acelerada e ação bem mais presente tornou a série uma espécie de shooter em terceira pessoa com o intuito de atrair fãs de games como “Call of Duty” e “Medal of Honor”, fato que foi confirmado pela própria Capcom e pelos produtores. Os fãs degladiam entre si na internet tentando argumentar os prós e contras que foram atribuídos à série. Maioria diz que “Resident Evil” perdeu toda sua essência e todo seu terror, que ganhou “zumbis que pilotam motos, helicópteros e atiram” (HAHAHA, essa é pra rir mesmo) e que se tornou um simples “jogo de ação com monstros”. Convenhamos que “Resident Evil 5” foi o cúmulo do “’Call of Duty’ com monstros”, mas mesmo assim é um ótimo game, o mais vendido da história da franquia.

"Resident Evil 5" deixou todo o terror de lado pra dar lugar a ação desenfreada
“Resident Evil 5” deixou todo o terror de lado pra dar lugar a ação desenfreada

A essência de horror pode ter se perdido, mas o quesito “fanatismo” não. Os antigos “Resident Evil” foram e sempre serão os melhores, sem dúvidas, mas o mercado novo surgiu e para que “Resident Evil” não caísse no esquecimento e perdesse fãs (como aconteceu com “Alone in the Dark”, que ultimamente não tem aparecido em lugar nenhum) era necessário uma adaptação e reformulação desde a base até o topo. Personagens muito mais poderosos e bem treinados, adaptados ao combate contra o bio-terrorismo, inimigos bem mais poderosos e versáteis que os antigos e inúmeros sistemas diferentes que em parte são considerados os pontos que mataram a série, além da falta do suspense e “gore” característicos da série, (que sou obrigado a concordar que realmente desapareceram). Mas a qualidade não desapareceu, muito pelo contrário aumentou e muito.

"Resident Evil 6" até tentou trazer o terror de volta, mas...
“Resident Evil 6” até tentou trazer o terror de volta, mas…

“Resident Evil” pode não ser mais o clássico assustador que era antes, mas sua reformulação trouxe tantas novas possibilidades e fãs a série que se for por nossa conta nunca terá um desfecho e chegará a inúmeras edições.

Mas ainda sinto falta da velha máquina de escrever, de Raccoon City e dos velhos loads com as portas se abrindo lentamente deixando o jogador num suspense monstruoso, pensando no que poderia encontrar quando a porta se abrir…

Sobre o Autor

Foto de perfil de Felipe Felizardo

Felipe Felizardo

Jogador de gueimes, conhecedor de survival horror, pai da Cecília, Power Ranger nas horas vagas e muito rico. De saúde.

Adicionem na Xbox Live ---> FelipeZardo

Comentários

Loading Facebook Comments ...

19 Comentários

Clique aqui para comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • CARA, tenho 15 anos, mais prefiro 2346546547847674687546 vezes os antigos do que o que está hj, pq? simples, pra evluir tinha que tirar td o que consagrou a série? desrespeitando toda as suas raízes olha o REORC, olha o RE6 (meu arrependo todos os dias, de ter deixando de comprar far cry 3, pra comprar RE6)os únicos que salvam são RE4 e RE5 (msm com ação desenfreada, o melhor the nova geração).
    aacho que na próxima geração a capcom vai mandar o terro por DLC.

  • Os "clássicos" serão eternos… Nenhum game atual irá superar a trilogia inicial juntamente com CODE VERONICA X, tanto na dificuldade, quanto nos sustos… RE evolui e cabe aos fãs aceitar sua evolução!

  • Pessoal temos que dar em conta que resident evil é um jogo antigo, quando lançou o re 1 a época era diferente o re 1 jogado hoje em dia não causa o mesmo impacto que antigamente. esse negocio de ficar desmerecendo o jogo ai por que não dá susto num dá isso aquilo, oloco o resident evil 6 é um jogo sensacional, ficar falando que o jogo é uma bosta só por que não é igual ao primeiro aff né.

  • Se tivessem retirado o nome Resident Evil e trocado por Biological War (ou qualquer outro raio de nome.. ) bem como o nome dos personagens… Talvez teriam criado uma excelente nova serie… Nao digo que os ultimos resident evils foram ruins (Apesar de os ultimos aos quais me interessei foram o Zero e o Remake do GC) mas realmente perderam a essencia de seus antecessores… Na minha humilde opiniao… depois do 4 (Que achei legalzinho… novidade… uhuuu) nenhum outro mereceria receber o nome RE (Apesar de no original ainda o fazer: BioHazard)… Joguei RE 6 pensando que estava jogando Dead Space ou Crysis (Confesso que ele [RE 6] seria EXCELENTE se fosse em primeira pessoa)…

  • Quem dera Shinji Mikami ainda estivesse na Capcom comandando Resident Evil , se naquela época ele fez Resident Evil assustador imagina agora com novos gráficos e tecnologia. Mas como isso não vai acontecer temos que nos contentar com esses FPS que estão lançando com RE5, REORC e RE6, eles não são ruins, mas nem se comparam com os antigos !!!

      • Há excessões ao que vc disse. Super Paper Mario(Wii) e a trilogia Metroid Prime(GC/Wii) mudou para FPS, além do Metroid: Other M(Wii)

        Se vc analisar como eram os jogos do Mario e Metroid na época do NES e SNES eles modificaram evoluíram e agradaram os fãs. Super Mario 64 definiu como seriam os jogos na era 3D mantendo a essência do personagem e da história (salvar a vagabunda da Peach de novo)

  • Eu gostei dos jogos novos-até mais que os antigos-pois com já foi dito eles evoluirão para um novo mercado, evitando que a série ficasse igual a Silent Hil e o Já citado Alone in The Dark. E na moral pra min todo série de RE nunca foi um simples filme de zumbi B ao contrário sempre foi sobre bio-terrosismo(Afinal de conta sempre existiu a Umbrella né).

  • Joguei todos os jogos the franquia. Sim… os três primeiros jogos são os melhores. Mas, é preciso ressaltar que o Resident Evil 4, é um puta jogaço também. O 5, que é uma cópia do 4, foi uma porcaria. A grande questão é que o gênero Survival Horror vem em franca decadência. Porque? Simples… porque não vende tanto quanto jogos de aventura.
    Um ótimo exemplo disso é o Dead Space. O primeiro é fantástico, enquanto que o terceiro vai por um caminho totalmente diferente. A não ser que o gênero Survival Horror se reinvente (e isso é complicado já que pouco querem perder tempo procurando uma chave dentro de um livro) pode-se considerar que RE nunca mais será como antes.

  • Resident evil é nostalgico muito bom até o 3do 4 em diante muita coisa evoluiu um exemplo é dino crisis o 1 e 2 são bons ja o qu esaiu pro x box é totalmente fora do contesto caiu no esquecimento , resident eu curto jogo muito mas temos que adimitir muita coisa mudou os tempos são outros quanto mais evolução mais perde a graça o carisma

  • Eu sei que o 'terror' da série esfriou bastante desde o 4, mas digam o que quiserem, o RE Revelations ta muito bom, principalmente no 3ds, que da pra mirar e andar ao mesmo tempo, oq falta nos outros consoles…

Último Vídeo – GameFM – YouTube

Media Kit GameFM
Debug Mode - Podcast
GameFM Play
Mesa do Fliper






Pular para a barra de ferramentas