Início » Debug Mode #34: E se? – Podcast
Debug Mode Destaque Podcasts

Debug Mode #34: E se? – Podcast

Novo episódio do Debug Mode, o Podcast da GameFM!

Dessa vez viajamos na maionese e respondemos perguntas de como seria o mundo se certos eventos da história dos games tivessem ou não acontecido. As perguntas desse episódio são: E se a Nintendo não tivesse desistido do Nintendo PlayStation? E se a Steam nunca tivesse existido? E se Shigeru Miyamoto nunca tivesse nascido? Confira essas e outras loucuras!

Não deixe de dar sua opinião e participar nos comentários abaixo! Toda terça-feira sai um novo podcast!

E inscreva-se no canal da GameFM no YouTube para receber todas as novidades assim que elas estiverem disponíveis!

Agora temos um feed apenas para o Podcast! É só se inscrever que você receberá os novos episódios assim que eles estiverem disponíveis. http://www.gamefm.com.br/feed/debug-mode-podcast/

Estamos também no iTunes! Só procurar por Debug Mode pelo aplicativo de Podcasts que você poderá ouvir e baixar os episódios assim que eles saírem.

Para ouvir o Podcast clique no “vídeo” abaixou ou no player abaixo do YouTube. Você também pode baixar o MP3 do Podcast clicando em download.

Sobre o Autor

Foto de perfil de Alan Motta Cardoso

Alan Motta Cardoso

Tem Mestrado em Biologia Marinha mas atualmente trabalha com games. Pode isso, Arnaldo?

Comentários

Loading Facebook Comments ...

5 Comentários

Clique aqui para comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Muito bom o podcast. Sobre o que seria da nvidia e ati sem os jogos de PC, creio que ainda existiriam. Só que seriam bem menores e estariam bem restritas ao mercado de clusters e computação de alto desempenho. Não creio que iriam ganhar muito com consoles, porque apesar da demanda por consoles realmente aumentar, não haveria TAMANHA popularização do mercado de games por causa dos preços abusivos. Não é só o povo Brasileiro que sofre com impostos elevados em consoles. Eu por exemplo, gosto muito de armas. Já pratiquei com armas em estandes de tiro e jogos vários FPS, em geral, os mais undergrounds como o Hunting Unlimited e o Sniper Ghost Warrior. Não entendo como alguém gosta destes jogos que tiram o recuo das armas, esquecem do vento e da gravidade para tiros de longo alcance e ainda por cima, fazem um tiro de calibre .50 bmg no peito, não matar, enquanto uma facada no pé matar em prol do dinamismo. Sem os consoles, não iria simplesmente gastar R$ 200,00 num jogo que vou zerar em algumas horas. Tenho certeza que muita gente pensa assim então, creio que a pirataria seria bem maior e o numero de jogadores bem menor.

    Sobre os problemas de otimização do minecraft(aos 35 minutos do podcast), creio que isto não é porque “foi feito nas coxas”, ele foi feito em java, uma linguagem EXTREMAMENTE LENTA. Java é uma boa linguagem para muitas coisas, para jogos em 3D, não, pois depende de “tradução” pela JVM. Sobre Tibia consumir sempre 100%, eu ouvi dizer que é porque apesar do pouco esforço gráfico, o jogo tenta processar informações de quase todo o servidor. Ou seja, o cara esta do outro lado do “mapa”, mas seu computador esta processando esta informações, mas posso estar errado pois não pesquisei a respeito.

    • Só uma correção. O Hunting Unlimited é um SIMULADOR DE CAÇA. Sobre as armas nos FPS serem “irreais” e o dano delas também, eu pergunto. Qual a graça de jogar, se a guerra se tornar algo real de mais? O BF é bem mais realista que CoD e bem menos vendido. O povo não quer realista. Quem quer realismo em FPS, é um ou outro.

      O povo GOSTA de ação frenética, não realismo. Ficar parado esperando um alce aparecer, para mirar compensando o vento e a gravidade, não é algo que vai agradar muitas pessoas. E outra, sobre o Dano da Barrett ser bem “menor” que o de uma faca, creio que vc estava se refirindo ao MW2. Eles fazem isto para equilíbrio. Com a Barrett é possível acertar o cara do outro lado do mapa brincando. Com a faca, é necessário estar bem perto pra matar.

      Este pessoal que não consegue ficar positivo nos FPS modernos, que vivem criticando irrita.

  • Voltei depois de ficar sem comentar em alguns podcast. Fico muito bom o Podcast, vou fazer o comentário dos dois últimos podcasts.

    A Capcom (também) é idiota.

    Sobre os Jogos da Serie megaman:
    Os jogos da Serie principal. Por Ordem Cronológica:
    Serie “Clássico” (1 ao 10) (anos 20xxx)
    Serie X (x1 ao x8) (anos 21xxx)
    Command Mission (comecinho dos anos 22xx)
    Serie Zero (1 ao 4) (fim dos anos 22xxx)
    Serie ZX e ZX Advent (anos 24xxx)
    Serie Legends (anos 8xxxx) sim anos 8xxx, da pra ver nos diálogos do jogo.

    Sim, Megaman Legends faz parte da serie principal. a Capcom e o criador (Keiji Inafune). confirmaram isso a muitos anos. Para ser ter uma ideia, os cristais que você procura Nas Ruínas em megaman legends forram criados Pela Ciel (Personagem da serie megaman Zero).

    “Meu jogo favorito é Mega Man Legends, um título que realmente não vendeu bem na franquia Mega Man.”
    Keiji Inafune no Tokyo Game Show realizado em 2007.

    Megaman x7 foi em 3d, mas o megaman x8 foi em 2.5d.

    A serie X teoricamente terminaria em x5. com o final o Zero morria e só seria ressuscitado em megaman zero.

    Megaman x7 e x8 que tem o novo tipo de reploid com DNA database. ( quem no lugar de apenas absolver as habilidades, passam a se transformar nos reploids derrotados). que seria a ligação tecnológica com o cyber-elves de megaman zero.

    Segundo os planos originais os jogos megaman 9, 10, x9 e x10. seriam jogos de ligação, para fechar a historia. nem preciso disser que foram abandonados.

    A serie megaman Legends tem uma historia de fundo muito boa, o problema e a tecnologia e engine utilizada. deixava o jogo muito muito feio, sendo que sua versão menos ruim é a de PlayStation. O jogo carecia de Diálogos mais completos e legendas. o que dificultava o entendimento da historia.

    E se?

    Sobre e se da Super Play Station, a Sony seria uma empresa bem menos feliz, ela teve muita jogadas de sorte, quando o seu projeto com a Nintendo não deu certo, ela entro em contato com a Sega, a Americana tinha apoiado, mas a Sega japonesa disse a seguinte frase:

    SEGA: “Vocês não entendem nem de hardware e nem de software”

    A Sony então resolveu lançar o console. quando aconteceu a primeira E3 em 1995 a Sony tinha o seu console. Durante o evento a Sega lançou o seu console que já estava a venda por U$399,00. A Sony se limitou a disser uma única frase. “299”. E a Nintendo não lançou nada, que era o N64, que ainda não tava pronta.

    Sobre a Valve, ainda bem que ela existe, se não nossa vida teria menos jogos, mais pirataria. E os emuladores seria mais ativos no PC.

    Agora sobre o Shigeru Miyamoto. Cara, se ele nunca tivesse nascido, a gente não sabia o que é videogame. É a mesma coisa que você pergunta como seria o mundo se o Albert Einstein. Provavelmente existiriam o MSX e o Commodore Amiga. Mas se a Steam Existisse nessa linha, a os consoles não seriam a plataforma de games e sim os computadores. No casso os consoles seriam de jogos mais simples, por serem mais baratos, e os computadores de jogos mais complexos. Ou os consoles nem existiriam. lembrando que os PC`s na realidade o nome é IBM-PC. Que são baseados na arquitetura dos primeiros computadores da IBM.

    Agora eu to me preparando para essa merda que esta chegando, estou segurando aqui no meu PC e rezando pra passar logo e ver quem se salvo, ou quem faliu. E sobre a Nintendo, bem ela manda lembranças do bunker dela.

    Agora sobre o MOBA, essa porra se originou como um mod do Warcraft 3, e Hoje o MOBA Leage of Legends tem 12 milhões de jogadores em todo o mundo. E ele e apenas 1 dos MOBAS existentes.

    Pessoas essas são minhas pequenas opiniões, espero que não tenha ficado muito grande. Vlw.

  • Sugestões pro próximo :

    Como seria os jogos sem a ID software?

    Como seria o mercado de jogos no Brasil sem o fim da reserva de mercado?

    Como seria o futuro, se a M$ não tivesse abrido mão das insanidades(trava de região, sempre online, etc) do XBOX one? A Sony teria um monopólio?

    Como seria o steam BOX, caso os rumores de que a Valve esta querendo fazer um console estejam certos?

Media Kit GameFM
Debug Mode - Podcast
GameFM Play
Mesa do Fliper






Pular para a barra de ferramentas