Início » Debug Mode #36: Grandes decepções gamísticas – Podcast
Debug Mode Destaque Podcasts

Debug Mode #36: Grandes decepções gamísticas – Podcast

Novo episódio do Debug Mode, o Podcast da GameFM!

Dessa vez contamos um poucos sobre nossas decepções gamísiticas! Vale tudo o que nos decepcionou de alguma forma que tem a ver com jogos. Lançamentos que nos arrependemos de termos comprado, consoles, franquias, remakes e etc. De Daiktana até Sonic 2006. Confira!

Não deixe de dar sua opinião e participar nos comentários abaixo! Toda terça-feira sai um novo podcast!

E inscreva-se no canal da GameFM no YouTube para receber todas as novidades assim que elas estiverem disponíveis!

Agora temos um feed apenas para o Podcast! É só se inscrever que você receberá os novos episódios assim que eles estiverem disponíveis. http://www.gamefm.com.br/feed/debug-mode-podcast/

Estamos também no iTunes! Só procurar por Debug Mode pelo aplicativo de Podcasts que você poderá ouvir e baixar os episódios assim que eles saírem.

Para ouvir o Podcast clique no “vídeo” abaixou ou no player abaixo do YouTube. Você também pode baixar o MP3 do Podcast clicando em download.

Sobre o Autor

Foto de perfil de Alan Motta Cardoso

Alan Motta Cardoso

Tem Mestrado em Biologia Marinha mas atualmente trabalha com games. Pode isso, Arnaldo?

Comentários

Loading Facebook Comments ...

13 Comentários

Clique aqui para comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • E ai pessoal, beleza?

    Primeiro vou fazer um comentário sobre os comentários! Façam os vídeos de gameplay!!!! Senão daqui a pouco vai ter uma multidão enfurecida debaixo da game FM com tochas e foices!!!

    Alan, meu caro colega! Porque essa pressão toda em cima do Dead Island??? Eu joguei esse jogo e consegui sim me divertir com ele! Ele não é um jogo ruim ou decepcionante, ele é limitado que nem o Metal Gear rising (sim vou te emprestar). Mas são jogos que dão para se divertir tranquilamente. Coloco acima da média. Falar que é fraco acho um pouco de exagero (minha opinião e foda-se pq ninguem liga). PS: Dead Island como MOBA agora, para sua alegria!

    Três grandes decepções que tive nessa geração foram: Dragon Age 2 (todos falam absurdamente bem do 1, fui direto no 2… Que jogo chato e bem ok); Eternal Sonata (PQP jogo sobre o último sonho de Frderic Chopin… Esse dai comprei e boto 100% da culpa no Rodrigo que me enganou e me iludiu com as idéias do jogo); Por fim sonic unleashed (as fases de manhã eram até legais, mas as fases da parte da noite como lobisomem PQP….. Lamentável).

    Unico jogo de Sonic bom dessa geração -> Sonic Generations (se alguém falar mal dele vai dar merda).

    E graças a esse podcast vi que estou ficando velho e não tenho a mesma memória de antes….. Não me lembro direito das minhas decepções do início da vida….. (salvo superman 64 que PQP….. O que comeram fazendo aquela merda).

    Um último detalhe sobre jogos ruins. Não sei se vocês conhecem, mas tem um cara chamado James Rolphe (angry video game nerd) que tem um canal no youtube onde somente faz review de jogos ruins. Maioria da era 8 / 16 bits. Vale a pena conferir.

    Abs e bom podcast como sempre (sim, o tempo voou nesse).

  • Sobre minhas decepções, basicamente são duas grandes decepções. Os FPS e a série The Elder Scrolls. Como admirador de armas, me irrito e muito, com a tendências dos FPS cada vez mais, retirarem ou minimizarem o recuo das armas, fazendo os danos e a física, ficarem irreais a ponto de um sujeito no MW2, atirar com rifle um calibre .50 BMG, em pé e este mesmo calibre, ser menos letal que uma faca. Estou deixando no final, um vídeo mostrando como este calibre é poderoso. Isto para não falar que cada vez mais, os mapas estão focados em close quarters combat e quem prefere jogar a longa distância, sofre cada vez mais.

    Sobre a série The Elder Scrolls, eu joguei todos. Cada vez mais a história esta linear, havendo pouca opções in game e com cada vez mais, foco no combate e menos elementos de RPG. Se eu quiser ficar lutando, vou jogar um jogo de luta. Quando eu vou jogar um RPG, gosto de customização, ação e consequência no mundo, tomada de decisão(que muitas vezes tem vantagens e desvantagens) e outras coisas do tipo. O Daggerfall, tem um mapa maior que o Reino Unido, 17 finais diferentes e tudo o que se faz tem consequência, falhar numa quest por exemplo, não significa game over. Significa, que o tanto que a facção e quem lhe mandou a quest, irá passar a gostar menos de você, sua reputação e outras coisas, irão ser impactados. Agora, no Skyrim, o sistema de reputação é tão tosco, que é possível O Conan ser ArchMage e o Gandalf, líder dos Companions. Sem contar, que suas únicas decisões, são ou se unir a nazistas(Stormcloaks) ou Fascistas(Imperiais), no JOGO INTEIRO e a única DLC que há tomada de decisão, a Dawnguard, é de se unir a vampiros ou a caça vampiros. Cadê os dilemas morais nisto? Ou eu sou o santo, ou o capeta? Por que não ser humano e ter lados bons e maus?

    Tiro com .50 BMG : http://www.youtube.com/watch?v=kM8lbQDt2LI

    • Concordo com sua crítica, Victor no que diz respeito a FPS, sobre o Skyrim, a Bethesda ainda TEM O FALLOUT, que é um bom jogo, se tratando de customização de personagem, sandbox, ação e consequência, etc. E no Skyrim mesmo, há mods que adicionam coisas que existiam nos TES antigos.

  • Bem , vamos ao desespero….
    Começamos com um jogo chamado Onimusha 3 e sua abertura mentirosa!
    Sério, esse jogo tem uma abertura fodastica, o cara pula, corre, corre pelas as paredes (Fell like Ninja), pula atacando. Sendo que não tem nada disso no gameplay e no Onimusha 4 (Aquele jogo que eu falei que zerei em japa e só depois descobri que tem como colocar em inglês) o jogo nem tem abertura, é só umas Cut scene do próprio jogo e é 1000 vezes melhor!

    The Bouncer (QUE JOGO LIXO!).
    O primeiro lançamento the Square soft (sim, soft) para PS2 e ela lança este cocô com personagens de características nem um pouco reciclada do FF8.
    Personagens que são a cara da Rinoa , um é o Zell com piercings, outro é fusão de laguna com Irvine e outro lembra o seifer um pouco.
    Consegui zerar esse jogo(se pode ser chamado de jogo) em menos de 40 minutos (True story dudes) de tão curto que é; joguinho medíocre, pequeno, todo travado, aonde você é encantando pela a foto da capa do dvd e só depois (não precisa de muitas horas de gameplay) você vê que caiu numa armadilha (é uma cilada bino!).

    Galerians: Ash PS2 (Não jogue esse jogo!)
    Consegue ser pior jogo de todos que eu já vi em toda minha fucking life!
    Gráficos ridículos , game play cagado , Sistema de combat sem logica alguma, cenário nem um pouco atrativo , historia de drogado the porra!
    Pensei em até baixar o game ou ler uma review antes de postar, mas meu cérebro apagou qualquer vestígio desse lixo e também não tenho dinheiro para procurar um psicologo decente.

    Dead Island e seu maldito trailer e zumbi educados que morrem afogados (risos eternos).
    Esperava muito desse game, ainda mais pelo trailer fodastico que eu praticamente assisti todos os dias.
    O jogo é errado de tantas maneiras cara… que eu nem sei por onde começar, mas vamos lá.
    1- Você que escolheu a Rochele presidiaria assim como eu , então você se fodeu pois.
    o jogo não foi feito pra usar armas de fogo , melee owna aquela porra.
    2- Ficar fazendo quest NÃO COMBINA COM JOGO ZUMBI.
    3- ZUMBI SÃO EDUCADO! Eles deixam você levantar após cair e dão meia volta esperando como cavalheiros…(educados né!)
    4- Afogamento (risos). ZUMBI MORRE AFOGADO! VOCÊ É RETARDADOOOOO! (Alan Feeling)
    5-Bugs.
    Uma vez eu me lembro que eu salvei na ilha e apareci na cidade , sendo que nunca tinha visto aquele local antes (Capitulo 2 do jogo).
    6-Zumbis? Zumbi espera você levantar(Cavalheirismo em primeiro lugar), são lerdos e burros pra caralho e MORRE AFOGADOOOO… VOCÊ É RETARDADOOO!

    O jogo é decepcionante pra caralho e só compre (já tinha o piratão pro 360) porque um colega meu me encheu o saco pra comprar e estava 5 reais ma steam a GOT edition (semanas depois o Raptr distribuiu keys the GOT #chatiado).
    Dead Island moba? HÁ PIADA!
    Só acho que meu hero vai ser uma piscina ou no minimo vai ter ataques de aguá shaushuahsuahsuah.

    Tenho muitos outros jogos ruins e decepcionante como o FF13, mas não merece ser mencionado esse lixo (já mencionei ) e também não quero meia hora de comente só meu.
    Abraço a todos e esse podcast tem que ter a segunda parte e não, não tem parte dois de "Polêmica dos Emuladores" (Não discuta comigo, tenho 3 gigas só de Podcast).

  • Bem, da última vez que eu comentei, vocês reclamaram que eu fui gigante, então vou tentar ser o mais sucinto possível.

    Bem, eu geralmente não me decepciono tão facilmente, então muitas coisas que vocês desprezam são aceitáveis pra mim. Comprei Dead Island na mesma promoção que o Alan (todos compraram pelo visto =P) e não achei esse desastre todo. Sim, a cutscene do começo é desconexa e bizarra (principalmente quando você é um CARA babaca nela, e depois escolhe uma mulher pra jogar xD), mas me diverti bastante explorando a ilha.

    Resident Evil 4 fez muita gente torcer o nariz pela mudança, mas hoje em dia, depois que a poeira já baixou, é difícil alguém achar esse game ruim. O problema foi que a qualidade só piorou (e eu nem estou contando Operation Racoon City), mas eles até que se redimiram com o Revelations.

    Vocês citaram por alto no cast também Banjo-Kazooie: Nuts & Bolts. Ele cai no mesmo caso de RE4 (guardadas as devidas proporções): vamos pegar uma série e mudar drasticamente o gameplay. Mesmo sendo decepcionante pra muita gente, eu gostei MUITO desse jogo, e acho que se tivéssemos menos “mimimi, cade a exploração”, “mimimi, Banjo de nariz quadrado”, “mimimi, corrida de carrinho de C* é rol@”, “mimimi, Kazooie tá parecendo uma cacatua” (sim, eu ouvi isso), mais gente veria um jogo criativo, com possibilidades (quase) infinitas e LINDO!

    Agora, um que eu não ouvi vocês falando: Brütal Legend. O jogo é muito bom, só que a EA propagandeou ele como um ação hack ‘n slash, e só depois de lançado que descobrimos que tinham partes do jogo que eram RTS. Uma pena, não só pelo jogo (que não vendeu o que merece e teve uma sequencia cancelada), mas pela Double Fine, que desde então não teve um projeto da mesma magnitude.

    E pra encerrar, o Zeebo. Ah, o Zeebo…nunca cheguei a ter um, apenas joguei num shopping uma vez; mas fazia parte da comunidade dele que o Alan citou no cast. Eu digo que o Zeebo nos fez de cornos mansos: nos criamos expectativas sobre ele e torcíamos pra dar certo, mas lá no fundo, sabíamos que ele era uma merda; nós só figíamos que ele era bom. Recentemente eu criei um grupo no Facebook pra reunir o povo daquela época, e todos meio que chegamos a conclusão que sim, o Zeebo era uma bosta, e a única coisa boa que ele fez foi reunir aquele pessoal :) (mas isso não me impede de querer comprar ele um dia, só pra fins de coleção xD)

    Ah, e antes que eu esqueça: quero um cast especial de 4 horas sobre o Zeebo, com a participação de todos do antigo Fórum Zeebo que vocês conseguirem juntar! Eu até ajudo a editar, só pra não matar o Alan de trabalho! =P

  • E ae pessoal, blz, sobre as decepções do mundo dos games (quem nunca teve). As minhas Principais forame em jogos diferentes, vou listar aqui.

    Breath of Fire 5 = PUTA QUE PARIU, que jogo ruim, sem palavras. Por onde eu começo?

    Tentaram copiar o sistema de batalhas de Valkrie Profile.

    Você não pode virar dragão quando você quer. Se você usar muito, você morre. Sem motivo aparente, já que você tem a alma de um dragão, você deveria virar um. Alem disso a sua “transformação em dragão” você fica parecendo um heartless do jogo Kingdom Hearts.

    Você tem de resetar o seu game play pra evoluir o seu personagem.

    Game play totalmente linear e curto, por isso você deve resetar ele de hora em hora, ou menos. Diferente dos RPG`s convencionais em que os monstros têm uma evolução constante, os monstros evoluem de forma exponencial.

    Simplesmente o jogo que mais me decepcionou.

    Residente Evil 4 = esse nem precisa falar né?! Uma coisa só vai resumir tudo.
    (UM FORATEIRO!!!!!!! MATA-LO).

    Nintendo Wii U = esse é pro Alan, comprei o videogame quando saiu aqui no Canadá para um amigo. Eu abri e testei, quando mexi no sistema, fiz o gigantesco update de 1 GB. Eu pensei 3 coisas: 1 – que sistema lento, 2- vou espera pelo menos 1 ano pra ver como esse console vai se sair. 3 – tinha muito pouco jogo durante o lançamento, nada pronto ainda.

    Fechamento da Continuum Entertainment – essa foi uma grande decepção e tristeza, uma empresa que fez um grande jogo que foi distribuído ate fora do Brasil, simplesmente fecho as portas.

    Esse podcast me deixou muito triste, muitas decepções durante nossa vida de gamer, esta foram alguma das decepções minhas que foram diferentes das de vocês, mas eu concordo com todas que foram ditas no podcast.

    Ótimo podcast.

Media Kit GameFM
Debug Mode - Podcast
GameFM Play
Mesa do Fliper






Pular para a barra de ferramentas