Início » Debug Mode #43: O fenômeno GTA – Podcast
Debug Mode Destaque Podcasts

Debug Mode #43: O fenômeno GTA – Podcast

Novo episódio do Debug Mode, o Podcast da GameFM!

Aproveitando o estrondoso sucesso de GTA V, nós discutimos sobre o fenômeno GTA como um todo. Fazemos uma rápida retrospectiva da série de jogos contando curiosidades e experiências pessoais com o jogo. Qual o melhor da série? O que mudou de um GTA para outro? O que o sucesso de GTA V significa pra indústria? Confira!

Não deixe de dar sua opinião e participar nos comentários abaixo! Toda terça-feira sai um novo podcast!

E inscreva-se no canal da GameFM no YouTube para receber todas as novidades assim que elas estiverem disponíveis!

Agora temos um feed apenas para o Podcast! É só se inscrever que você receberá os novos episódios assim que eles estiverem disponíveis: http://www.gamefm.com.br/feed/debug-mode-podcast/

Estamos também no iTunes! Só procurar por Debug Mode pelo aplicativo de Podcasts que você poderá ouvir e baixar os episódios assim que eles saírem.

Para ouvir o Podcast clique no “vídeo” abaixou ou no player abaixo do YouTube. Você também pode baixar o MP3 do Podcast clicando em download.

Sobre o Autor

Alan Motta Cardoso

Tem Mestrado em Biologia Marinha mas atualmente trabalha com games. Pode isso, Arnaldo?

Comentários

Loading Facebook Comments ...

3 Comentários

Clique aqui para comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Sobre GTA, ele não é o primeiro jogo “sandbox”. Mecânicas de mundo aberto existem ha muito tempo. Principalmente nos RPGs ocidentais. O primeiro jogo aberto que eu joguei foi “might and magic 7 : for blood and honor” e esta franquia, é bem antiga. O terceiro título foi lançado em 1991. GTA é um bom jogo? É, mas não é o primeiro em mundo aberto. Dizer que ela POPULARIZOU o mundo aberto é uma coisa, mas infelizmente, muita gente acaba creditando ao jogo, algo que por mais bom que ele seja, não foi ele quem fez.

    Sobre a steam box ou steam OS, eu já fiquei um ano usando única e exclusivamente o Linux. Foi bem engraçado, passei a usar exclusivamente o Linux, para curar meu vício em jogos e não deu um mês, já descobri vários emuladores e o PlayOnLinux, na época era um ótimo programa. Passando algumas horas configurando alguns registros e jogando algumas dlls, eu consegui rodar até mesmo o Crysis e o Visual Studio no Linux. O que me forçou a voltar para dual boot, foi que como o playonlinux pegava várias coisas da internet, não se pudia instalar nada sem atualiza-lo. O grande problema, é que depois de algumas atualizações, ele virou um inferno. Tava lá de boa, jogando uma partida de BF3 e DO NADA ele minimiza a tela e exibe uma mensagem de um erro QUE NÃO ACONTECEU. Eles tentaram fazer configurar registros e coisas do tipo virar uma tarefa amigável e acabaram fudendo o programa. Então, particionei o HD e instalei o Windows. Por isto, eu digo por experiência. A valve esta certa, mas esta superestimando o que pode acontecer.

    Sobre poder insalar o STEAM OS no PC, eu creio que não. Por um motivo simples. Eles vão usar um kernel “alterado” e otimizado, para o hardware e a arquitetura da steam box.

    OBS : Sem querer enviei este comentário para o podcast nº 42. Eu vi pelo youtube e quando entrei na página, acabei clicando sem querer no podcast errado.

Media Kit GameFM
Debug Mode - Podcast
GameFM Play
Mesa do Fliper






Pular para a barra de ferramentas