Início » Paranapiacaba: a Silent Hill brasileira
Curiosidades Destaque

Paranapiacaba: a Silent Hill brasileira

Você é fã de “Silent Hill” e sempre quis saber como é uma cidade macabra tomada pela névoa o dia inteiro como a do game? Seus problemas acabaram! Dentre as diversas cidades brasileiras que sofrem com a precipitação de neblina, a vila de Paranapiacaba, na Grande São Paulo é a que mais intriga e assombra os historiadores e moradores. E essa imagem acima não é de outro lugar no mundo não. É Paranapiacaba mesmo, aqui, pertinho de você que mora nos arredores de São Paulo e Santo André!

Turistas visitam Paranapiacaba. Certeza que metade já jogou Silent Hill
Turistas visitam Paranapiacaba. Certeza que metade já jogou Silent Hill

A cidade surgiu como uma área operacional para antiga empresa de trens da inglesa São Paulo Railway, e os primeiros moradores se estabeleceram ali por volta de 1874. Famílias de engenheiros e idealizadores ingleses se mudaram para lá, além das famílias dos trabalhadores braçais que construíam a ferrovia e colocavam os trens pra funcionar.

Aí um mapinha pra você ir de carro se tiver coragem
Aí um mapinha pra você ir de carro se tiver coragem

Mas aí é que vocês me perguntam: o que essa cidade tem a ver com Silent Hill? E eu lhes respondo: além do estilo de construção de casas de madeira, costume dos ingleses, a cidade tem uma torre de relógio parecida com o Big Ben de Londres e, pra melhorar, a cidade possui uma névoa densa que por boa parte do ano cobre a cidade. Paranapiacaba possui umas trocentas lendas que ajudam a fortalecer o turismo na região, além de dar ao local a alcunha de cidade fantasma apesar de ter uns poucos moradores.

A neblina presente na vila por muitos é chamada de “Véu da Noiva”, já que conforme o mito, a filha do Engenheiro chefe apaixonou-se por um operário brasileiro, eles mantinham o romance as escondidas pelo fato da não aceitação do engenheiro, pai da moça, e no dia de seu casamento a mesma foi proibida de realizar a cerimônia pelo pai, conta-se também que há a possibilidade de seu noivo ter sido assassinado a mando de seu pai. O fato é que o noivo nunca mais foi visto. Na desolação da noiva ao saber do terrível fato,  a moça saiu em desespero correndo aos fundos da igreja e vestida de noiva se jogou do precipício que existe na mata resultando em seu suicídio. Após o ocorrido, a noiva vem visitar seu amado todo o dia, “ela” é vista deixando cair sobre Paranapiacaba seu véu gélido e mortal.

O "Véu da Noiva" é comum na cidade. Há dias no inverno em que a névoa permanece o dia todo
O “Véu da Noiva” é comum na cidade. Há dias no inverno em que a névoa permanece o dia todo

Outra das lendas mais conhecidas da vila é que há um casarão na parte alta da vila que servia de moradia para o engenheiro chefe da ferrovia e sua esposa. A casa fica na parte mais alta da vila toda e servia também de mirante para que o engenheiro fiscalizasse o trabalho nas linhas da ferrovia. Após a sua morte a casa tornou-se assombrada pelo espírito do mesmo e há relatos de avistamentos e turistas relatam ter presenciado estranhos acontecimentos em visita a casa.

Casarão que servia de morada para o engenheiro chefe da ferrovia e sua esposa. Os moradores dizem que é legitimamente assombrada
Casarão que servia de morada para o engenheiro chefe da ferrovia e sua esposa. Os moradores dizem que é legitimamente assombrada

Também há o caso do Túnel dos Mortos. Reza a lenda que na antiga estação de comboio houve um massacre dos escravos que trabalhavam no cultivo de café. Pessoas da vila dizem que ouvem e veem espíritos dos escravos e dos coronéis toda sexta feira. No túnel, por onde passava o comboio, hoje chamado “túnel dos mortos” estão os escravos enterrados nas paredes e diz-se também que é possível ouvir os seus gemidos desesperados através das mesmas.

O tal Túnel dos Mortos sendo visitado por um maluco
O tal Túnel dos Mortos sendo visitado por um maluco

Mas as lendas da cidade não param por aí. Os moradores da cidade ainda contam diversos casos de aparições, desaparecimentos de pessoas e incêndios misteriosos que ocorrem na cidade. E se você quiser saber bem mais sobre a história de Paranapiacaba é só seguir por aquiAgora, se você também quer manjar mais dos outros casos sobrenaturais da vila, só clicar aqui.

Ficaram doidos pra visitar Paranapiacaba e são tão doidos assim como eu e querem muito ir? Boa sorte pra nós, meus amigos, porque uma Silent Hill não se vê todos os dias por aqui.

Sobre o Autor

Foto de perfil de Felipe Felizardo

Felipe Felizardo

Jogador de gueimes, conhecedor de survival horror, pai da Cecília, Power Ranger nas horas vagas e muito rico. De saúde.

Adicionem na Xbox Live ---> FelipeZardo

Comentários

Loading Facebook Comments ...

55 Comentários

Clique aqui para comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Media Kit GameFM
Debug Mode - Podcast
GameFM Play
Mesa do Fliper






Pular para a barra de ferramentas