Destaque Notícias

Peter Moore, COO da EA, desmente opinião da empresa sobre a Nintendo estar morta

Recentemente, um funcionário da Electronic Arts que quis se manter anônimo, revelou para o site CVG.net (e logo se espalhou pelo mundo) que para a EA, a Nintendo estava morta desde o lançamento do Wii U. A polêmica não parou por aí, pois o tal funcionário ainda disse que a Big N fez um console com IPs para crianças, e que a EA, junto com a Activision, está concentrada em fazer franquias grandes.

Nem preciso dizer que isso só serviu para aumentar ainda mais o ódio que as pessoas sentem pela desenvolvedora de Battlefield, uma das suas franquias, digamos, adultas comparadas com Mario, Zelda e outros (apesar dos servidores de CoD e BF estarem lotados de criancinhas). Felizmente tem gente que pensa dentro da Electronic Arts, e já estão tomando as medidas necessárias para minimizar os danos.

Peter Moore, COO da EA, desmentiu as acusações hoje, dia 24. De acordo com Moore:

Não confiem em fontes anônimas. A Nintendo é uma grande parceira. Ela nunca esteve, e nem nunca estará, morta para nós.

A questão é que a Electronic Arts, assim como muitas empresas, não está tão confiante assim no Wii U a ponto de oferecer suporte, e não adianta nada dizer que a Nintendo está viva se você não faz nada para ajudá-la a se manter no topo. Por outro lado, ela não pode se dar ao luxo de ter outro Need for Speed Most Wanted U, que não vendeu nada.

Sobre o Autor

Luiz Felipe Guimarães

Artista, modelador e apreciador de todos os estilos de jogos. Tem um diploma de graduação em biologia guardado em algum lugar. Só não sabe onde.

Comentários

Loading Facebook Comments ...

2 Comentários

Clique aqui para comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Media Kit GameFM
Debug Mode - Podcast
GameFM Play
Mesa do Fliper