Início » Debug Mode #85: James Bond 007 – Podcast
Debug Mode Destaque Podcasts

Debug Mode #85: James Bond 007 – Podcast

Novo episódio do Debug Mode, o podcast da GameFM!

Dessa vez falamos de James Bond 007, umas das franquias mais conhecidas do cinema, e que conseguiu quebrar aquela maldição de que jogos baseados em filmes são ruins. Conversamos não só sobre nossos filmes e atores favoritos, como também fazemos uma retrospectiva com todos os jogos que tiveram o agente secreto como protagonista. Quais os melhores? E os piores? Quais os que mais marcaram? É claro que uma parte dedicada apenas a GoldenEye 007 de Nintendo 64 não poderia faltar. Confira!

Já conhece o grupo da GameFM no Facebook?
http://www.facebook.com/groups/gamersreunion/

Não deixe de dar sua opinião e participar nos comentários abaixo! Toda terça-feira as 20:30 sai um novo podcast (às vezes pode sair um pouco mais tarde por problemas técnicos, mas normalmente somos pontuais, hehe)! Se inscreva no canal da GameFM no YouTube para receber todas as novidades assim que elas estiverem disponíveis! ;)

Temos também um feed apenas para o Podcast. É só se inscrever que você receberá os novos episódios assim que eles estiverem disponíveis: http://www.gamefm.com.br/feed/debug-mode-podcast/

Além disso, estamos no iTunes também! É só procurar por Debug Mode pelo aplicativo de Podcasts que você poderá ouvir e baixar os episódios assim que eles saírem.

Para ouvir o Podcast clique no “vídeo” abaixou ou no player abaixo do YouTube. Você também pode baixar o MP3 do podcast clicando com o botão da direita em download e selecionando a opção “Salvar link como…”.

Sobre o Autor

Foto de perfil de Alan Motta Cardoso

Alan Motta Cardoso

Tem Mestrado em Biologia Marinha mas atualmente trabalha com games. Pode isso, Arnaldo?

Comentários

Loading Facebook Comments ...

10 Comentários

Clique aqui para comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • A respeito do que foi falado dos 007 do N64, eu até fiquei com vontade de joga-los de novo… Outra coisa interessante no 007 , é a quantidade de armas disponíveis. No goldeneye, são 32 armas disponíveis. Poucos jogos possuem um arsenal maior, como o Fallout new Vegas, que possui mais de 200.

  • Fala galera.
    Quando vocês falaram sobre 007, veio na minha cabeça o James Bond junior do SNES. Esse jogo era difícil pra caramba e ruim.
    Já Golden Eye eu só joguei/conheço o MP (é sério, só joguei o multiplayer) e
    nego só vinha com aquelas minas na parede e as vezes usava aquela arma dourada que mata com 1 tiro ou pra brincar usava aquela “AK47” que parecia mais um lápis apontado.
    No PSX, 007 Tomorrow Never Dies eu achava muito escroto, pois eu tinha um psx e queria um 007 igual ao do N64 , sem contar que o boneco andava rebolando, mas ai vem 007: The World Is Not Enough. Eu achava o 007: The World Is Not Enough muito foda, as fases eram muitos legais, trilha sonora maneira, cenas do filme e tem a fase que vc tem que correr pra pegar o balão.
    Abraços a todos e desculpe minha ausência, estou meio por fora dos podcast por não ter assunto.

  • Sobre o Daniel Craig como Bond bombado, o ator teve que perder peso pra fazer o papel.

    O Goldeneye (jogo) original tinha alguns Body Armor usados, que vinham com metade ou menos de proteção. Além disso, na tela de seleção dos mapas multiplayer, Aztec é localizada em Teotihuacan, no México.

    No Perfect Dark o Expansion Pak era praticamente obrigatório, já que sem ele o Single Player não era acessível e o multiplayer só aceitava dois jogadores com dois bots, além de rodar em low res.

    Meu cartucho de The World is Not Enough tb era azul.
    Na verdade esse 007 e Turok 2 e 3 com cartucho cinza são mais raros que os coloridos.

    Baixei o Nightfire pra PC depois de ouvir o cast, pois na época que saiu joguei um pouco no PS2 e, puta que pariu, que jogo ruim kkk.

    Bons tempos de “para de olha pra minha tela, Caralho!”
    Meu jogo preferido, óbvio, Goldeneye de N64. Os filmes tenho que reassistir.

    Sobre o cast de resolução que não comentei, na minha opinião resolução nos jogos importa sim, mas dependendo de alguns fatores.
    Por exemplo, tamanho de tela. Jogando GRID 2 com tudo no médio e anisotropic filter no Ultra, no meu Notebook que tem 14 polegadas, a resolução 768p fica perfeita. Esse mesmo jogo na minha TV de 37 polegadas, tanto em 720p quanto em 1080p não vejo diferença. Já na TV da minha sogra a história é outra. São 46 polegadas. Qualquer resolução abaixo de 1080p naquela TV exibe serrilhado pra tudo que é lado, mesmo ajustando o Sharpness.

    Já falando de vídeo no geral, no notebook assisto Youtube em 480p mesmo, mas filmes e animes baixo no mínimo em 720p.

    Pergunta: O Alan edita tanto o Debug Mode quanto o Mesa do Fliper? Pergunto pq os primeiros Mesa tinham uma melhor qualidade de áudio comparado aos atuais. A edição de som de ambos parecia igual, porém atualmente o Mesa está com um som baixo e meio abafado comparado ao Degug Mode.

    Me desculpem se tiver algum erro de digitação. Estava sem minhas lentes quando escrevi o comentário.

    Parabéns pelo cast.

    ps: Alan, onde vc encontra essas RAM de 4GB DDR3 a R$50??

Media Kit GameFM
Debug Mode - Podcast
GameFM Play
Mesa do Fliper






Pular para a barra de ferramentas