Início » Debug Mode #161: Os games que mais jogamos na vida – Podcast
Debug Mode Destaque Podcasts

Debug Mode #161: Os games que mais jogamos na vida – Podcast

Novo episódio do Debug Mode, o podcast da GameFM!

Acho que todo mundo teve pelo menos um jogo na vida ao qual dedicou tempo demais. Mais tempo do que devia as vezes, ou que gostaria de admitir. Dependendo da natureza do jogo e da forma como ele se conecta contigo, você pode ter dedicado quase uma vida inteira para ele e até hoje não conseguiu enjoar. Jogos que nunca tem fim, multiplayer, online ou até mesmo aqueles que assim que você pega 100%, dá prazer de apagar o save e começar tudo de novo. Afinal, quais os games que mais jogamos na vida e porque? Confira nossa discussão e participe da discussão e deixe sua opinião nos comentários!

A sessão de comentários começa a partir de 01:56:45.

Quer ter acesso antecipado aos nossos gameplays e ainda por cima dar uma força para a GameFM? Então confira nosso Patreon em: http://www.patreon.com/gamefm

Já conhece a loja da GameFM? Visite e conheça a nossa linha de camisetas gamers exclusivas! http://loja.gamefm.com.br

E sabia que temos um grupo no Telegram que está bombando? Acesse http://bit.ly/grupogamefm para participar!

Participe também do grupo da GameFM no Facebook! e fique por dentro de todas as novidades!
http://www.facebook.com/groups/gamersreunion/

Não deixe de dar sua opinião e participar nos comentários abaixo! Toda terça-feira as 20:30 sai um novo podcast! Se inscreva no canal da GameFM no YouTube para receber todas as novidades assim que elas estiverem disponíveis! ;)

Temos também um feed apenas para o Podcast. É só se inscrever que você receberá os novos episódios assim que eles estiverem disponíveis: http://www.gamefm.com.br/feed/debug-mode-podcast/

Além disso, estamos no iTunes também! É só procurar por Debug Mode pelo aplicativo de Podcasts que você poderá ouvir e baixar os episódios assim que eles saírem.

Para ouvir o podcast clique no “vídeo” abaixou ou no player abaixo do YouTube. Você também pode baixar o MP3 do podcast clicando com o botão da direita em download e selecionando a opção “Salvar link como…”.

Sobre o Autor

Foto de perfil de Alan Motta Cardoso

Alan Motta Cardoso

Tem Mestrado em Biologia Marinha mas atualmente trabalha com games. Pode isso, Arnaldo?

Comentários

Loading Facebook Comments ...

3 Comentários

Clique aqui para comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Não acho que um título destes espantaria leitores. De fato rage da mais views, mas boas recomendações de jogos são sempre bem vindas. De qualquer forma, os jogos que mais joguei na vida são : ArmA 3 – 767 horas(desinstalei pra curar o vicio) e o Morrowind(261horas, tem o print aqui da minha steam http://postimg.org/image/fw86ut04r/ ), o Morrowind foi naquela greve de 4 meses de uns anos atrás. O ArmA 3, eu literalmente virei madrugadas jogando KOtH(king of the hill), adorava entrar no time que não tem ninguém(o KOtH geralmente tem 3 times brigando pela cidade), comprar um jato e sair despejando bombas na cidade, sem temer tomar team kill. Ou ainda pegar uma GM6 Lynx e munição APDS(armor piercing discarting sabot) e matar os caras atrás de blindados, torres fortificadas, quando não derrubar um heli de transporte ou destruir a lagarta de um tanque(ela pode ser forte, mas só perfura 35mm de blindagem em aço. Não perfura um MBT – main battle tank), nas férias da faculdade eu instalo de novo.

  • Comemtando em cima da hora, se não der pra ler eu comento novanente. Meio atrasado, mas queria falar ainda sobre aquele símbolo escroto no nome de Kingdom Hearts. Falaram sobre ser um carácter grego, sei lá, e que vale 600 nas matemáticas da vida. Mas o mais importante não falar. Em Birth by Sleep a gente aprende que houve uma grande guerra de keymasters pela keyblade suprema da porra toda. No jogo o nome dela é escrito com esse carácter escroto, é por isso que ele tá no nome do jogo. Concordo que é uma merda, mas tem explicação na lore do universo maluco deles.

    Agora sobre esse podcast.
    Apesar do meu primeiro videogame ter sido o Master System com apenas o Sonic da memória e um jogo merda do Geraldinho, eu nunca consegui passar da fase da água, então joguei pouco. Só fui jogar um jogo infinitamente no N64 com Star Fox 64. Eu tinha o costume de zerar o jogo só para passar o tempo, tipo entre o almoço e sair para a escola.
    Pra mim jogo é igual a livro, você vai uma vez até o final e acabou, dificilmente vou voltar. Então quase não jogo várias vezes o mesmo jogo.
    Mas sem dúvida os jogos do N64 foram os que eu mais joguei. Mario Kart, Mario Tennis, Wave Racer e Diddy Kong Racing eu joguei também incansavelmente.
    Depois disso só fui me dedicar de verdade ao Tibia (melhor MMORPG). E mais recentemente WoW, LoL e The Binding of Isaac.
    Falou galera é que venha a E3 da Depressão desse ano!

Último Vídeo – GameFM – YouTube

Media Kit GameFM
Debug Mode - Podcast
GameFM Play
Mesa do Fliper






Pular para a barra de ferramentas