Início » Just Dance 2017 (PS4, XOne, Wii, Wii U, PS3, 360, Switch e PC) – Review – ReVinha
Destaque Reviews ReVinha

Just Dance 2017 (PS4, XOne, Wii, Wii U, PS3, 360, Switch e PC) – Review – ReVinha


Just Dance 2017 ainda tem, perdão o trocadilho, requebrado

Entra ano, sai ano, há sempre aquelas certezas da vida: teremos notícias polêmicas sobre política ao longo dos próximos 12 meses, algo marcante vai ocorrer na humanidade, há sempre um especial do Roberto Carlos em dezembro e, claro, teremos sempre um novo Just Dance, assim como outros títulos anuais que saem sempre.

Com o ano atual (e o próximo), não está sendo diferente, já que Just Dance 2017 está logo ali, na prateleira da sua loja favorita, ou por meio das lojas digitais dos consoles e PC. Lançado no Xbox One, Xbox 360, PS3, PS4, Wii, Wii U e PC, o game de dança da Ubisoft faz seu retorno com quase a mesma cara de antes, mas com um belo de um setlist inédito, que tem até, veja só você, Anitta!

E aí, se recuperou deste “Bang”? Ok, a piada não teve graça, ao contrário de Just Dance. Quem diria que aquele game que foi “massacrado” pelos hardcores teve sua chance, vendeu bem e hoje é um dos títulos mais vendidos no mundo todo? Também pudera. Apesar de simples, ele é divertido e não compromete em nada aquela jogatina descompromissada.

O mais interessante é que esta versão atual do jogo não é exatamente algo inovador, o que tem novidades por si só. A edição de 2017 é basicamente a mesma do ano passado, apenas com menus um pouco diferentes e uma setlist principal completamente nova. Pode parecer um baque negativo para alguns, mas ainda assim, quem curte a série não vai se importar tanto.

Os passos e coreografias continuam tão divertidos quanto Just Dance sempre foi. Está tudo bem montado e as cenas dos bonecos na tela também continuam engraçadas para quem gosta de apenas ficar acompanhando e não se arrisca nos passos.

Além disso, para controlar o game, ainda há opções de todos os gostos. É possível jogar com o PlayStation Move, agora que o controle voltou em voga, graças ao PlayStation VR, usando apenas a PlayStation Câmera ou também com um aplicativo de celular especial e produzido para o título. É a Ubisoft sendo bem democrática na hora de disponibilizar as possibilidades ao jogador.

Vale lembrar que Just Dance nasceu na época em que controles com sensor de movimento estavam em alta, como o Wii Remote e o Kinect. Hoje eles já quase nem são lembrados, mas a série ainda está por aí. É necessário manter o que já era conhecido e adicionar novas opções, sempre pensando em todo o tipo de jogador.

Em termos de setlis, como citamos, Just Dance 2017 não decepciona. Há as brasileiras Anitta e Daya Luz, OneRepublic, Ariana Grande, Maroon 5, Queen, DNCE, Jordan Fisher, Hatsune Miku, Beyoncé e outros artistas e bandas, com sucessos de ontem e de hoje.

Para quem tem saudade dos setlists passados, temos o retorno do Just Dance Unlimited, serviço de assinatura que te permite, a preços módicos, ter acesso por tempo limitado a todas as músicas passadas. Uma solução tão simples e, ao mesmo tempo, tão engenhosa que nos perguntamos o motivo pelo qual séries como Rock Band e Guitar Hero ainda não tenham adotado.

Conclusão

É verdade que Just Dance 2017 carece de novidades realmente relevantes, mas se mantém fiel ao que é, um jogo de dança simples e divertido. Vai agradar quem já estava contente com o que havia sido lançado no ano passado e ainda tem o fator de “novo setlist” para dar aquele gostinho de conteúdo inédito.

 

Nota8

Sobre o Autor

Felipe Vinha

Jornalista por opção e por formação. Tenta não se viciar muito nos joguinhos eletrônicos, mas não tem jeito, eles são infalíveis na hora de arrancar dinheiro do nosso bolso.

Comentários

Loading Facebook Comments ...

Adicionar comentário

Clique aqui para comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Media Kit GameFM
Debug Mode - Podcast
GameFM Play
Mesa do Fliper






Pular para a barra de ferramentas