Início » LEGO Worlds (PC, PS4, Switch e XONE) – Review – ReVinha
Destaque Reviews ReVinha

LEGO Worlds (PC, PS4, Switch e XONE) – Review – ReVinha

LEGO Worlds pode ser inspirado em Minecraft, mas tem identidade

É até difícil de acreditar que tenha demorado tanto, mas LEGO, enfim, aproveitou sua maior qualidade para criar um jogo “no estilo” de Minecraft. Sim, no estilo, pois LEGO Worlds não é exatamente um clone. Apenas inspirado, em alguns sistemas, mas no geral ele é muito mais “LEGO” do que “Minecraft” por si só. É um game que faz bom uso dos sistemas originais dos brinquedos e torna tudo mais inteligente.

O jogo não é exatamente novo. Saiu há dois anos nos computadores, em fase de “acesso inicial”, via Steam. Agora ele ganha um lançamento completo nos consoles, com direito a conteúdo vasto e até um singelo “modo história”, se é que podemos nomear a campanha deste título dessa forma. Mesmo assim, o relançamento se faz valer.

LEGO Worlds é o que seu nome diz: um mundo repleto de LEGO. Tudo aqui é feito com as pecinhas de montar e estamos livres para quebrar, remontar ou criar da forma que bem entendermos, com um certo senso de evolução. Por meio da história, o jogador vai sendo ensinado sobre o que pode fazer com as peças diversas e também com modelos prontos.

São mundos variados que visitamos, em busca de novas peças e também na evolução de nossas próprias criações, para poder lidar com as consequências. De longe, LEGO Worlds lembra muito mais No Man’s Sky do que Minecraft, mas felizmente ele tem muito mais qualidades do que o primeiro citado.

Desde o momento em que chegamos com a nave do protagonista em um novo planeta, LEGO Worlds se faz valer de suas ferramentas criativas para guiar o jogador pelos objetivos de forma bem natural. Ao contrário de Minecraft, aqui há uma linha narrativa bem tênue, que não freia a liberdade do usuário, mas ao mesmo tempo dá um norte para seguirmos.

No fundo, LEGO Worlds é uma incrível “caixa de brinquedos”, com mundo aberto e muitas possibilidades que vão além de só criar por criar. O jogo te dá liberdade, mas tem identidade, sem se perder pelo meio do caminho, como outros do gênero fazem, incluindo Minecraft. Some isso a gráficos no mesmo nível de outros games a série LEGO e você terá uma ótima experiência para todas as idades.

Sobre o Autor

Foto de perfil de Felipe Vinha

Felipe Vinha

Jornalista por opção e por formação. Tenta não se viciar muito nos joguinhos eletrônicos, mas não tem jeito, eles são infalíveis na hora de arrancar dinheiro do nosso bolso.

Comentários

Loading Facebook Comments ...

Adicionar comentário

Clique aqui para comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Último Vídeo – GameFM – YouTube

Media Kit GameFM
Debug Mode - Podcast
GameFM Play
Mesa do Fliper






Pular para a barra de ferramentas