Connect with us

Hi, what are you looking for?

Destaque

Square Enix envia carta à Ministra Marta Suplicy

Square Enix envia carta à Ministra da Cultura, Marta Suplicy, junto com livro ilustrado por Yoshitaka Amano e o CD Distant Worlds

Carta Square Enix

Pra quem não acompanha o mercado brasileiro de games, há poucas semanas a Ministra da Cultura, Marta Suplicy, aprovou o vale-cultura, um incentivo do governo (no valor de R$ 50)  para que o grande público consuma cultura como cinema, teatro, museus, etc.

O mercado de games, claro, também queria entrar na jogada e através de Moacyr Alves (presidente da Acigames) , fez um pedido à Ministra para que os games também fossem contemplados pelo vale.

A Ministra, infelizmente, não apenas recusou como também declarou publicamente que “Video-Games não são cultura”.

Hoje, a Square Enix mandou para a Ministra uma cópia de um Artbook assinado por Yoshitaka Amano e o CD Distant Worlds, com grandes temas da série em versões orquestradas, junto com uma carta de teor ainda desconhecido, mas que provavelmente esclarece para ela que games são não apenas arte, mas extremamente importantes como fator cultural.

Obviamente é de interesse da Square Enix que o governo brasileiro reconheça o valor dos games e o quanto são importantes não apenas no Brasil, mas em todo o mundo.

A carta, o livro e o CD serão entregues em mãos à Ministra pelo próprio Moacyr.

Veja a carta na íntegra abaixo:

 

Carta transcrita:

Advertisement. Scroll to continue reading.

“À
Exmª. Sra. Ministra da Cultira Marta Suplicy

Nós, da SQUARE ENIX Latin America, gostaríamos de presenteá-la com alguns itens de nossa criação para vosso conhecimento e apreciação dos mesmos.

O grupo SQUARE ENIX ostenta um amplo portfólio de propriedade intelectual, incluindo: FINAL FANTASY, que vendeu mais de 100 milhões de unidades pelo mundo, DRAGON QUEST, que vendeu mais de 58 milhões de unidade e TOMB RAIDER, que vendeu mais de 35 milhões de unidades mundialmente. Além disso, temos outros produtos bem estabelecidos como: DEUS EX, HITMAN, KINGDOM HEARTS, e o clássico SPACE INVADERS. O grupo SQUARE ENIX continua a expandir os limites da criatividade e inovação provendo produtos, serviços e conteúdos de alta qualidade de entretenimento e cultira.

O material que está recebendo contém primeiramente um CD chamado Distant Worlds: Music from Final Fantasy, que é um álbum com a gravação da música orquestral da série de videogames Final Fantasy. O álbum contém uma sele~]ao de músicas dos jogos, compostas por Nobuo Uematsu, e performada pela Orquestra Filarmônica Real de Estocolmo. Foi gravado em Agosto de 2007 no Stockholm Concert Hall, antecendendo a turnê de shows, que se iniciou em Estocolmo em 4 de Dezembro de 2007 e que segue em turnê mundial atualmente, já passando por mais de 40 cidades em todo o mundo.

Segue também um artbook feito por Yoshitaka Amano, com a arte de Final Fantasy baseada na cultura japonesa chamado Japan. Yoshitaka Amano é um artista japonês renomado, conhecido por seu trabalho como artista, ilustrador de personagens, e trabalhos com teatro e cinema japonês. Ele foi responsável pela adaptação de Speed Racer para animação, sendo também o criador de personagens icônicos e influentes, como Gatchman, Tekkman, Hutch the Honeybee e Casshan. Porém, um de seus trabalhos mais reconhecidos são suas ilustrações para a aclamada franquia de videogames Final Fantasy.

Esperamos que seja de vosso apreço o material que estamos enviando e ficamos à disposição para qualquer contato de vosso interesse.

Atenciosamente,
#
Igor Inocima
Gerente Geral
SQUARE ENIX LATIN AMERICA”

17 Comments

17 Comments

  1. Jefferson Sc

    15 de março de 2013 at 23:43

    Se video game não é cultura Funk Carioca é o quê?

    • Tiago Duke

      18 de abril de 2013 at 05:35

      Funk carioca e em geral,sao lixos bem nojentos…

  2. Bruno Rauber

    15 de março de 2013 at 23:45

    O perigo de falar "Chupa essa, Marta!" é que ela seria capaz de chupar, relaxar e gozar.

  3. Arthur Tayt-Sohn

    16 de março de 2013 at 00:02

    Relaxa e joga Marta Suplicy!

  4. Daniel Feliciano Soares Silva

    16 de março de 2013 at 00:28

    Como é possível não considerarem o vídeo game cultura e considerarem o funk cultura.
    O país de MERDA!

  5. Ricardo Miranda

    16 de março de 2013 at 01:06

    Não sei a resposta the ministra sobre isso, mas se eu falar que games não é cultura pra SE, eu ganho um combo desses também?

  6. Jose Henrique Cpf

    16 de março de 2013 at 01:55

    Video game não e cultura (agora SQUARE ENIXquero meu cd :3 ) brinks xD.

  7. Luiz Petronilho

    16 de março de 2013 at 00:17

    Tipo, ela se expressou mal pra caramba quanto aos games, falou bobagem e misturou opinião própria com avaliação cultural e social, o que é inadmissível pra uma ministra. Mas eu sinceramente não sou muito a favor de uma “mesada” pras pessoas gastarem indo no cinema, shows e outras peças culturais que já tem um grande mercado estabelecido. Se você olhar pelo lado do incentivo à busca pela cultura por parte do indivíduo, acaba sendo uma solução um pouco rasa se pensar que a cultura de massa é controlada por meia dúzia de grandes canais, o que só vai servir pra aumentar mais esse “funil’ cultural. Agora você olha pelo lado do incentivo ao desenvolvimento dos mercados de entretenimento e cultura que usam instrumentos ainda pouco estabelecidos financeiramente no país (acho que essa é a grande intenção do projeto) e percebe que é outra baita furada, porque isso vai favorecer mercados como o cinema, shows e teatro que já estão bem das pernas o bastante pra se sustentarem sozinhos, o que não acontece com os mercados de games, quadrinhos, e outros mercados que oferecem um produto altamente rico em cultura, mas que não estão sendo incentivados…

  8. Rafael Azis

    16 de março de 2013 at 23:04

    Ela falou que "Video-Games não são cultura” publicamente onde? E que vale de R$ 50 é esse?

  9. Volnei Costa

    18 de março de 2013 at 13:23

    Sou super a favor de que os Games sejam parte mas… Erros de Grafia em uma carta tão importante…

    • Tiago

      26 de abril de 2013 at 16:35

      Quais erros de grafia, velho??? Reli depois do seu comentário e não consegui achar (eu li a carta, e não a transcrição).

  10. Otavio Augusto Hoeser

    19 de março de 2013 at 16:05

    Essa velha é uma desgraçada, burra e de pensamento ultrapassado. Games faturam mais que o cinema, e o enredo de jogos como Uncharted, por exemplo, são melhores que o enredo da maioria dos grandes filmes de Hollywood(oque sobra então pros filmes nacionais?). As musicas orquestradas da série Final Fantasy, são de um primor inigualável, diferente das baixarias que se ouve nas musicas do Mr Catra. Aposto como essa macaca que se diz ministra, apoia lixos como Claudia Leite, funk carioca e etc.

  11. Loyter mania

    26 de março de 2013 at 22:54

    Por isso que essa ”P” não vai pra frente em quanto houver esses políticos sujos que só pesam no bolso deles os jogos vão continuar um absurdo aqui no Brasil.

  12. Gabriel Soliguetti

    30 de março de 2013 at 14:34

    Cultura para a Marta é ficar organizando palestras falando sobre sexo. Poupe-me… ¬¬

  13. Diego

    2 de abril de 2013 at 15:14

    Eu falo sobre isso nesse video: http://www.youtube.com/watch?v=F4HwQqocO-4

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rádio GameFM

Twitch

Você também pode gostar

Debug Mode

É muito comum as pessoas terem nostalgia e lembrarem como tudo antigamente era melhor". Mas se pensarmos bem, as coisas não eram tão boas...

Destaque

A novela de Abandoned não vai acabar tão cedo. Após uma extensa entrevista, Hasan Kahraman (diretor do jogo) revelou algumas informações conflitantes e preocupantes...

Debug Mode

Aproveitando o dia dos pais, fizemos um episódio mais que especial sobre os melhores (e piores) pais do mundo dos games.

Destaque

Um órgão governamental da Califórnia está processando a Activision Blizzard por dezenas de abusos e acontecimentos graves envolvendo suas funcionárias. E tem coisas horríveis...

Advertisement