Destaque Notícias

Activision contrata empresa para fazer lobby contra lei anti jogos violentos

 

activision-blizzard

 

A gigante Activision Blizzard, dona de franquias bilionárias como Call of Duty e World of Warcraft contratou uma empresa para fazer lobby no Senado dos EUA e defender seus interesses em uma pesquisa que estuda a relação entre comportamento violento e jogos violentos.

Como mostrado no jornal The Washington Post, a publisher contratou uma empresa para representar seus interesses nos debates que acontecem no Senado.

Não está claro que posição a Activison Blizzard vai tomar em relação ao assunto. Nenhum pronunciamento oficial foi feito pela empresa.

O estudo foi motivado pelo massacre acontecido em uma escola na cidade de Newtown, Connecticut aonde 20 crianças e 6 adultos foram mortos por um “gamer desequilibrado”.

A Lei recebeu apoio de várias instituições e políticos dos EUA, mas nunca foi uma unanimidade. A Entertainment Consumers Association iniciou uma campanha contra a lei no mês passado.

O Comitê do Senado para Comércio, Ciência e Transportes enviou a Lei para ser votada no Senado dos EUA no fim de Julho, mas ainda não houve votação.

Em Janeiro, o presidente dos EUA, Barack Obama ordenou que fossem feitas pesquisas na relação entre os jogos e a violência no mundo real.

No Brasil, o debate voltou à tona depois do massacre de toda uma família em São Paulo, aonde um garoto, aparentemente fã de Assassin’s Creed foi acusado de matar os pais, a avó e uma tia e cometer suicídio em seguida.