Connect with us

O que está procurando?

Debug Mode

Debug Mode #48: RPG Ocidental vs. RPG Oriental – Podcast

Novo episódio do Debug Mode, o Podcast da GameFM! Nesse episódio, vamos analisar as diferenças entre os RPGs Orientais e os RPGs Ocidentais, fazendo um histórico de lançamentos de vários jogos famosos, e discutindo as características de cada um. E aí, qual será o melhor estilo? Confira!

Novo episódio do Debug Mode, o Podcast da GameFM!

Nesse episódio, vamos analisar as diferenças entre os RPGs Orientais e os RPGs Ocidentais, fazendo um histórico de lançamentos de vários jogos famosos, e discutindo as características de cada um. E aí, qual será o melhor estilo? Confira!

Grupo Pokémon da GameFM no Facebook: http://www.facebook.com/groups/gamefmpokemon/

Comando da GameFM do GTA Online:

GameFM – http://socialclub.rockstargames.com/crew/gamefm
GameFM 2 – http://socialclub.rockstargames.com/crew/gamefm_2

Não deixe de dar sua opinião e participar nos comentários abaixo! Toda terça-feira sai um novo podcast!

E inscreva-se no canal da GameFM no YouTube para receber todas as novidades assim que elas estiverem disponíveis!

Temos também um feed apenas para o Podcast! É só se inscrever que você receberá os novos episódios assim que eles estiverem disponíveis: http://www.gamefm.com.br/feed/debug-mode-podcast/

Além disso, estamos no iTunes! Só procurar por Debug Mode pelo aplicativo de Podcasts que você poderá ouvir e baixar os episódios assim que eles saírem.

Advertisement. Scroll to continue reading.

Para ouvir o Podcast clique no “vídeo” abaixou ou no player abaixo do YouTube. Você também pode baixar o MP3 do podcast clicando em download.

10 Comments

10 Comments

  1. Vinícius Monteiro

    Vinícius Monteiro

    2 de novembro de 2013 at 23:43

    E o Breath of Fire e Breath of Fire II ( produzido pela Capcom 1993 e 1994) ?

  2. Victor

    3 de novembro de 2013 at 01:34

    Muito bom o podcast. Eu esperava ver uma briga de fanboys, mas vi que vocês foram bem imparciais. Sobre qual eu prefiro, eu penso “quer história, vai ver um filme, ler um livro, etc” eu quero é imersão e me sentir o que eu não posso ser na “vida real”. Isto eu só encontro nos ocidentais. Eu lembro que quando jogava morrowind e oblivion, eu tentava montar um battlemage. Como o tanto de HP que o personagem ganha por level, era proporcional ao atributo “Endurance‎”, eu upava primeiramente os skills que davam bônus neste atributo e depois, fazia um mix, para upar Endurance‎ e strength e endurance e intelligence. Nos primeiros níveis jogar era bem difícil, mas a em ambos os jogos, a partir do lv 13, meu personagem ficava bem forte. A vida de um guerreiro, a armadura de um guerreiro, junto das magias de cura e destruição de um mago…

  3. Gabriel Suster

    3 de novembro de 2013 at 07:02

    faltou shadowrun d super q eh um rpg ocidental porem com grande influencia do rpg oriental q fez algum sucesso, sempre preferi os rpgs orientais pelas historias e sempre joguei em consoles

  4. Valsuir Caetano Leal Junior

    3 de novembro de 2013 at 19:26

    Chorei, não falaram de Breath of Fire.

  5. mario jose

    3 de novembro de 2013 at 21:14

    Legal só faltou Mother

    • Douglas Leri

      6 de novembro de 2013 at 19:43

      Mas eles citaram Mother…não citaram? O.o

      • mario jose

        13 de novembro de 2013 at 21:15

        Pior agora notei

  6. Douglas Leri de Souza

    6 de novembro de 2013 at 22:34

    Muito bom o cast! Eu na minha pouca experiência em RPGs (caramba, o primeiro que eu zerei foi Harry Potter e o Prizioneiro da Azkabam no GBA!), dou meu voto para RPG orientais, por dois motivos: primeiro, eu gosto de turnos, coisa um tanto incomum no RPGs ocidentais mais recentes, salvo raras exceções. Entendo aqueles que preferem mais ação como uma forma de "imergir" na história e se sentir como o personagem, mas eu ainda prefiro jogos mais parados, sem tanto foco em ações rápidas e sim em estratégias e afins.
    O outro motivo é a temática: sinto que RPG japoneses buscam uma maior variação nas histórias, enquanto a maior parte dos ocidentais ficam nos já batidos temas "medieval/fantasia" e "futurista". E mesmo quando os japoneses fazem algo com esse tema ocidentais padrões, sinto que o resultado sai melhor. Por exemplo, dois do melhores RPGs dessa geração (pra muita gente do NeoGAF pelo menos xD) foram Xenoblade e Resonance of Fate, jogos japoneses que bebem em fontes ocidentais, o primeiro pelo gameplay e o segundo pela tema meio steampunk.
    Quanto aos jogos citados, acho que pelo tempo de podcast, foi mais que o suficiente. Só ficam três comentários: Primeiro, Zelda tem elos muito fracos com a ideia de RPG para ser considerado um. Segundo, se vocês falarem de Legend of Legaia no próximo cast de RPG, vocês viram meu podcast preferido. E pra acabar. eu gosto de Final Fantasy X. Ok, a história é meia boca e os personagens me parecem meio fracos, mas o sistema de batalha e evolução daquele jogo são meus preferidos de qualquer RPG. DE LONGE!
    E como eu não tive a chance de comentar o cast de Pokémon na época, aqui fica uma pequena história minha relacionada: lá pelos idos de 2005, minha avó estava construindo um sítio aqui no interior de São Paulo. Como a casa ainda não estava pronta, improvisamos um barraco de madeira pra ficar nesse meio tempo. Pois bem, estávamos eu e um amigo meu da época jogando Pokémon Stadium. Se não me engano, tinha um modo onde você enfrentava todos os líderes de ginásio, depois a Elite Four, e por fim, tinha uma batalha com o Mewtwo. Já estávamos há 3 horas na última batalha e nada; até que uma hora ele falou "Cansei, vou tomar banho". Como o barraco era provisório, o banheiro ficava do lado de fora da casa, então ele saiu e eu continuei jogando. E depois de alguns poucos minutos, eu finalmente consegui vencer a luta e soltei um "GANHEI, CARALHO!". Poucos segundos depois, ouço uma movimentação fora da casa; quando eu paro pra ver, me deparo com a seguinte cena: meu amigo saiu correndo pelado do banheiro gritando "AÊ, GANHAMOS" e correndo pela estrada. Nisso, toda a minha família saiu correndo atrás do infeliz, e só conseguiu parar ele na esquina. Graças a isso, tenho um certo trauma de jogar Pokémon Stadium. E pior: ele era extremamente parecido com o Salsicha do Scooby-Doo, e eu nunca mais consegui assistir essa porra sem imaginar o Salsicha arriando as calças e falando "Ei Scooby, vamos sair correndo fazendo pirocóptero!".
    Realmente, uma experiência no mínimo traumática…

  7. Arlequim

    12 de novembro de 2013 at 22:40

    Nunca fui muito chegado em RPGs mais tradicionais, mas esse podcast deu uma boa noção do assunto e também vontade de jogar! Muito bom.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rádio GameFM

Twitch

Você também pode gostar

Curiosidades

A trilha sonora completa de Forza Horizon 5 foi finalmente revelada oficialmente e nós da GameFM fizemos uma lista especial com todas elas para...

Destaque

Após a nossa apresentação, aqui estão os resultados do GameFM Awards 2020 (assim como dos sorteios)!

Destaque

O grande momento chegou. Hora de terminarmos Shadow the Hedgehog e obtermos todas as respostas (ou não)!

Destaque

Último final para chegarmos no Last Story! Teremos mais surpresas?

Advertisement