Destaque Notícias

Estudo diz que 82% dos jogos vendidos no Brasil são piratas

Um estudo brasileiro, realizado pela FNCP (Fórum Nacional Contra a Pirataria e a Ilegalidade) mostrou um quadro relativamente preocupante em se tratando da pirataria no país. O estudo revelou que cerca de 82% dos jogos comprados no Brasil são pirateados, o que significa que por volta de 140 milhões de reais estão deixando de circular no mercado.

O presidente do órgão, Edson Vismona, declarou que “O pirata só copia o que deu certo e, assim, tem uma vantagem, pois quem fica com o prejuízo é a indústria formal, que investe bilhões de dólares na tentativa de viabilizar produtos”. E como sempre, a alta carga tributária no Brasil é um dos grandes responsáveis por esses valores.

“É uma indústria a qual todos têm acesso atualmente. É preciso dar mais importância a este mercado, algo que hoje o país não faz, completou o presidente do órgão.