Connect with us

O que está procurando?

GameFMGameFM

Destaque

A tradução de games para o português é uma boa?

O aumento das traduções para português brasileiro dos games melhora o entendimento dos games. Mas atrapalha o aprendizado de outras línguas?

i397545

Claro que sim! Ultimamente o mercado exterior de games, principalmente o americano que é o maior do mundo, resolveu voltar os seus olhos para nós brasileiros. Exatamente pelo fato de que nos últimos três a quatro anos o Brasil vem mostrando entusiasmo no crescimento não só na comercialização e “consumo” de games e consoles como também na produção dos mesmos. Tanto que a Microsoft e a Sony trouxeram seus queridos filhos para serem criados aqui. E é aí que a importância no nosso mercado aumenta.

O enigma do piano me deu um trabalho, mas me ensinou um bom inglês na marra

O enigma do piano me deu um trabalho, mas me ensinou um bom inglês na marra

 

A tradução para outras línguas já era comum com outras áreas do mundo que já demonstraram antes grande crescimento e interesse nesse campo consolista. Não só pelas vendas e compra, mas pelo alcance que um idioma pode atingir no mundo. Sendo o inglês o mais fácil pra todos, é a língua principal de qualquer jogo (quando não é o japonês, naturalmente) seguido pelo espanhol, francês e eventualmente alemão e até russo. E com o crescimento do mercado brasileiro com consoles e games, a tradução dos jogos para nosso “PT-BR” ficou impressionantemente mais comum.

Viva Piñata foi um dos primeiros games a ser OFICIALMENTE traduzidos para PT-BR. Mas desde os anos 90 já existiam traduções independentes

Viva Piñata foi um dos primeiros games a ser OFICIALMENTE traduzidos para PT-BR. Mas desde os anos 90 já existiam traduções independentes

 

Quase todo jogo agora tem legenda em português, tradução em português e até alguns tem cenários editados com língua portuguesa para melhor entendimento do jogador. Mas isso é realmente útil para nós? Sim, é. Para o entendimento do que se passa no jogo com certeza, sem dúvida e objeção alguma de minha parte. Mas o que se vê em abundância é a turma das antigas dizendo que ficou fácil demais pra turminha de hoje, e mais difícil pra eles entenderem outra língua.

Eu, particularmente (assim como vários amigos meus), aprendi inglês jogando no Super Nintendo e no PlayStation, numa época em que jogos eram em inglês, espanhol ou japonês. E sozinho. E era muito legal! Pra tentar entender um enigma de “Silent Hill”, por exemplo, eu tinha que estar com o dicionário, um lápis e um caderno nas mãos. Dava trabalho. Hoje é fácil demais. E jogar videogames deixa um cara inteligente, pode crer que deixa. E não é pouco.

E desse mito aqui, quem não lembra?

E desse mito aqui, quem não lembra?

 

E claro que deixa bem mais fácil, ninguém se interessa em aprender porque não é forçado a fazê-lo como antes. As coisas mudam. É o progresso. Fazer o que, hein? Mas o fato é que o cara aprende se quiser. O game também vem com a opção de linguagem original, o que proporciona a ele a oportunidade de aprender uma das línguas disponíveis. Mas se o cara não quer mesmo ou já manja, pode selecionar o português nas legendas ou até mesmo a opção dublada que já está cada vez mais comum também.

Brasileiros falando espanhol em pleno metrô de São Paulo? Sim, a Ubisoft fez

Brasileiros falando espanhol em pleno metrô de São Paulo? Sim, a Ubisoft fez

 

Mas aí vem de cada um, né. O interesse tá no jogador. Se ele quiser levar uma jogatina comum, ele leva. Mas se ele quiser absorver o máximo do jogo, só buscar.

14 Comments

14 Comments

  1. Júlio César Dias

    Júlio César Dias

    23 de dezembro de 2013 at 21:31

    Quer aprendizado? vá a uma escola de linguás

    • Éverton Castro

      Éverton Castro

      23 de dezembro de 2013 at 21:33

      É, pague 150 por mês. Afinal, $$ nasce em arvore né…

    • Júlio César Dias

      Júlio César Dias

      23 de dezembro de 2013 at 21:47

      Amigo, eu aprendi inglês nos games e nos filmes, não é porq os games serão traduzidos que iram prejudicar … e outra, pra quem tem dinheiro pra compra um console atual, tem dinheiro pra pagar um curso (y)

    • Renato Alcantaro

      Renato Alcantaro

      23 de dezembro de 2013 at 21:58

      Quem quiser aprender com os games pode mudar as configurações. Meu inglês é muito bom só com minha vivência em games, porém tenho amigos que são tão ou mais gamers que eu e que simplesmente vão por tentativa e erro quando jogam em inglês e agora entendem e sabem o que estão fazendo. Eu ainda jogo em inglês e todo mundo que quer usar isso como ferramenta que faça o mesmo, é como filme dublado ou legendado. A escola de idiomas é mais uma opção, com a diferença que ela dá certificado.

  2. Paulo Vais

    Paulo Vais

    23 de dezembro de 2013 at 21:49

    joga em português quem quer,tem lá a opção ”LINGUAGEM”

  3. Guilherme Henrique Ribas Bonades

    Guilherme Henrique Ribas Bonades

    23 de dezembro de 2013 at 21:59

    Eu jogava Final Fantasy VII com um dicionário de Inglês-Português do meu lado. Bons tempos.

  4. Isael Ferreira

    Isael Ferreira

    23 de dezembro de 2013 at 22:07

    Aprendi muito de inglês jogando online, mas só entendi os jogos com tradução pt-br.

  5. Gustavo Mendes

    24 de dezembro de 2013 at 00:09

    Nunca fiz curso de ingles, as escolas so davam o basico pra mim e eu to manjando mais q muita gente que faz ingles hsuashuashu. Posso dizer que 90% do meu ingles é por conta dos jogos

  6. Davi Ajala

    24 de dezembro de 2013 at 10:52

    Jogos não tem obrigação de ensinar línguas.

  7. Felipe Felizardo

    24 de dezembro de 2013 at 16:14

    "Se ele quiser levar uma jogatina comum, ele leva. Mas se ele quiser absorver o máximo do jogo, só buscar."

  8. Davi Ajala

    24 de dezembro de 2013 at 16:15

    Felipe Felizardo tem razão, foi mal!!

  9. Romulo Cesar de Sousa

    25 de dezembro de 2013 at 09:04

    Nunca fiz curso de inglês, só aprendi algumas coisas na escola comum mesmo, e hoje posso dizer que tenho inglês fluente e 90% disso é graças aos games em inglês da minha juventude; em especial Zelda e Final Fantasy. Odeio jogar jogos traduzidos, piorou dublados. Muita, mas MUITA coisa mesmo se perde na tradução, tem coisas que só fazem sentido mesmo na lingua original. E isso não só pra jogos, todas as outras midias também.

  10. Adrielli Moura

    12 de janeiro de 2014 at 04:38

    olá, me adicione eu sou a namorada do Leandro Goulart Pereira, aquele está interessado em comprar os seus mangás ele não pode falar com vc por inbox pq está bloqueado, adiciona ele no face para conversar melhor

  11. Leandro Goulart Pereira

    12 de janeiro de 2014 at 04:39

    isso ae cara me add ae

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Você também pode gostar

Destaque

Sonic Origins saiu e apesar de ser uma coletânea sólida no geral, está tomada de pequenos bugs, glitches e decisões duvidosas. Diante das críticas,...

Destaque

E pra finalizar Sonic Origins, terminando e pegamos tudo dos jogos restantes da coleção: Sonic CD, Sonic 1 e Sonic 2. Não só isso,...

Destaque

Conferimos o mais novo lançamento Sonic Origins, jogando Sonic 3 & Knuckles até o final e contando com a presença do ilustre Cabelo!

Destaque

Todo mundo já sabe que Diablo Immortal é extremamente predatório em suas microtransações (com um streamer gastando 16 mil dólares para conseguir uma gema...

Advertisement

Copyright © 2021 GameFM