Connect with us

O que está procurando?

GameFMGameFM

Destaque

Colocar medo nos jogadores era bem mais fácil antigamente, diz criador de Resident Evil

Criador de Resident Evil declara que assustar os jogadores era bem mais fácil antigamente. Veja mais em:

Shinji Mikami The Evil Within

Shinji Mikami, notório por criar a saga “Resident Evil” e abandoná-la por conta das mudanças que foram impostas nos últimos capítulos, disse em entrevista a uma revista norte-americana que antigamente era muito mais fácil aterrorizar os jogadores com games de horror do que hoje. De acordo com Mikami, os gráficos grotescos e os elementos surpresa eram cruciais e desenvolviam melhor o horror no “corajoso” jogador que controlava o personagem. Ainda completou dizendo que hoje em dia nada de novo é implementado nos games de survival horror e o gênero está muito disperso e sem seu sentido original, com muita pancadaria desenfreada, correria e tiro pra todo lado.

Após abandonar a produção de sua própria saga na Capcom e ter migrado para a Bethesda, Mikami agora é responsável pelo aguardado “The Evil Within“, survival horror que será lançado em 2014 e que, de acordo com o cara, mostrará aos líderes do gênero de hoje em dia o terror que eles esqueceram (indiretinha boa pra sua própria cria e seu maior concorrente na Konami, huh?). Na nova obra prima de Mikami, o personagem principal aparentemente não poderá vencer seus inimigos com armas convencionais, tendo que produzir armas por conta própria e/ou fugir, dando ao jogador a possibilidade de fazer a escolha “menos ruim”.

Eu tenho esperanças de que essa belezinha me dê uns ataques cardíacos

Eu tenho esperanças de que essa belezinha me dê uns ataques cardíacos

 

The Evil Within” promete aterrorizar de verdade para Windows, PlayStation 3, PlayStation 4, Xbox 360 e Xbox One logo no próximo ano ainda sem data prevista para lançamento.

32 Comments

32 Comments

  1. Jonathan Hukatzu

    Jonathan Hukatzu

    30 de dezembro de 2013 at 21:32

    Outlast manda um salve

    • Rogério Fidencio

      Rogério Fidencio

      30 de dezembro de 2013 at 21:41

      Outlast afirma mais ainda isso, Outlast deve que usar coisas pesadas temas imagens e muitos truques para ser assustador coisa que era bem mais fácil antigamente

  2. Matheus Henrique

    Matheus Henrique

    30 de dezembro de 2013 at 21:33

    fato, era algo inovador

  3. Luis Henrique Souza

    Luis Henrique Souza

    30 de dezembro de 2013 at 21:33

    resident viro jogo de ação ¬¬’

  4. Carlos André

    Carlos André

    30 de dezembro de 2013 at 21:33

    Que tal fazer um jogo mais parado e sem eletricidade?

  5. Gabriel Jl

    Gabriel Jl

    30 de dezembro de 2013 at 21:35

    Realmente era, agora todo mundo ja ta acostumado a ver sangue, tripas etc. Sem falar que o vídeo da mina gritando na tela anestesiou todo mundo de sustos repentinos KKKKKKK

  6. Heitor Mota

    Heitor Mota

    30 de dezembro de 2013 at 21:38

    Acho que o survival horror não morreu, só ficou esquecido mesmo e trocado por ação. Vamos ver o que sera esse game novo dele.

  7. Caio Cesar Dantas

    Caio Cesar Dantas

    30 de dezembro de 2013 at 21:45

    achei q ele tinha parado de tentar kkkkkk

  8. Alex Sandro Cunha

    Alex Sandro Cunha

    30 de dezembro de 2013 at 21:46

    sim pq antes era terror de verdade agora é tudo tipo rambo ação em cima de ação!

  9. Hugo Borges

    Hugo Borges

    30 de dezembro de 2013 at 21:52

    Para mim ficou esquecido o gênero. Observem como existem vários jogos indies de horror e que são aterrorizantes! Amensia, Penumbra, Slender. Concordo com o cara abaixo, OutLast é muito forçado mas assustador.

    Até hoje eu não consegui jogar o primeiro Slender kk

  10. Hugo Borges

    Hugo Borges

    30 de dezembro de 2013 at 21:53

    Complementando, às vezes sinto que a indústria gamer muda as regras do jogo dizendo que existe uma suposta demanda…

  11. João Vitor

    30 de dezembro de 2013 at 23:54

    Eu acho que ia ficar meio estranho mais não custa tentar

  12. João Vitor

    30 de dezembro de 2013 at 23:57

    Felipe Thadei Borges eu ja vi pow achei bem legal porem meu pc pego fogo .-. e n posso jogar

  13. Daniel Neves

    Daniel Neves

    30 de dezembro de 2013 at 21:59

    o 4 é bem assustador

  14. Reey Monteiro

    31 de dezembro de 2013 at 00:09

    porra Felipe ta de parabéns mano

  15. Matheus Batista

    31 de dezembro de 2013 at 00:38

    Felipe Thadei Borges Cara,já existe uns RE's em 1°Pessoa,Exemplo:RE Survivor(PS1),RE Survivor 2 Code: Veronica(PS2),e o RE Dead Aim(PS2) que é mais ou menos assim :D

  16. Tiago Reis

    31 de dezembro de 2013 at 00:53

    Mas como ele vai fazer um novo Reidente Evil se ele saiu da Capcom e abandonou o projeto? O_O Não tem como ele fazer um novo Residente Evil se ele saiu da empresa onde ele trabalha, e o Residente Evil pertence a Capcom que tem os direito autorais (que fez ele sair pois ele não concordava com as mudanças da empresa) então não tem nem como ele fazer um novo Residente Evil. O jeito é torcer para que este jogo de Terror seja realmente bom, pois Residente Evil ficou na geladeira faz tempo.

  17. João Vitor

    31 de dezembro de 2013 at 00:55

    Nem é la essas coisa

  18. Rafael Sobreira

    Rafael Sobreira

    30 de dezembro de 2013 at 22:58

    RE não assusta mais pq tá muito facil, vc tem só 90 balas pra matar um zumbi, uma barra de life que te deixa levar 10 mordidas, um parceiro que te ajuda quando vc morre, e um sistema de continue que te deixa voltar para 10 segundos antes de morrer, quem é que tem medo assim?

  19. Thiago Silva

    Thiago Silva

    30 de dezembro de 2013 at 23:17

    Precisamos passar um bom tempo sem jogos de terror, para “acostumar” o povo ao verdadeiro e antigo terror

  20. Thiago Camargo

    Thiago Camargo

    30 de dezembro de 2013 at 23:28

    Resident 2 ainda me dá medo. A Capcom que cagou na franquia. Estou ansioso pelo novo projeto do Shinji Mikami e tomara que a Capcom recupere o juízo

  21. Andrew Longo

    Andrew Longo

    31 de dezembro de 2013 at 00:29

    É, assustar resident evil não está mais, mas pelo menos, o Revelations, a munição esta pouca.

  22. Fabio Dos Anjos

    Fabio Dos Anjos

    31 de dezembro de 2013 at 01:18

    Foi ele sair de RE que ficou essa coisa…. ele ainda trabalhou no 4.

  23. Renato Alcantaro

    Renato Alcantaro

    31 de dezembro de 2013 at 01:26

    Me cago na Bitterblack Isle do Dragon’s Dogma e não gelo com RE ¬¬

  24. Felipe Thadei Borges

    31 de dezembro de 2013 at 10:13

    Tiago Reis eu to falando,pra a CAPCOM fazer!

  25. Caio Vinícius

    31 de dezembro de 2013 at 10:48

    se a capcom deixasse ele terminar a beta do re4 e lançar como spin-off seria foda demais

  26. Leonardo Pereira Lima

    Leonardo Pereira Lima

    31 de dezembro de 2013 at 09:35

    Logico, antes era você e uma pistola com 7 balas, agora o cara tem todo tipo de arma, e ainda tem a opção de dar pancada. Sem falar que depois que eu vi zumbis pilotando uma moto ae eu larguei mão de vez.

  27. Weslley Andrade

    Weslley Andrade

    31 de dezembro de 2013 at 11:22

    Hoje em dia muitas pessoas não jogam realmente mais os jogos, não entram no clima, fora que muitas destas ficam naquela de “ah, agora vai vir um susto huuuuu, que merda” dai quebra qualquer jogo de terror, como o jogo vai passar medo se você não se envolve nele? Pacman FPS da sustos e nem é um jogo propriamente de terror ‘-‘

  28. Daniel Santos

    Daniel Santos

    31 de dezembro de 2013 at 14:22

    Edvan Ricardo

  29. Lucas Xavier

    Lucas Xavier

    31 de dezembro de 2013 at 14:35

    continue tentando jovem gafanhoto ;)

  30. Bruno Leonardo

    Bruno Leonardo

    31 de dezembro de 2013 at 16:37

    Outlast tah ai pra provar que não eh tão dificil assim nao hein?

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Você também pode gostar

Destaque

Uma das sales mais esperadas do ano está no ar! Bem vindos a sale de inverno da Nuuvem! São mais de 2500 jogos com...

Debug Mode

Em relação a algumas franquias e empresas, realmente é muito difícil ser fã. Entre esperas eternas por jogos que nunca saem, políticas anti-consumidor e...

Destaque

Sonic Frontiers está dando o que falar e o seu diretor, Takashi Iizuka, só colocou mais lenha na fogueira. Em uma entrevista recente, ele...

Destaque

Fechando a Summer Game Fest / "não" E3 2022 temos a Capcom (pelo menos por enquanto). Acompanhe com a GameFM a transmissão ao vivo...

Advertisement

Copyright © 2021 GameFM