Connect with us

O que está procurando?

GameFMGameFM

Debug Mode

Debug Mode #415: 30 anos de Super Nintendo – Podcast

Considerado um dos melhores e mais importantes consoles de todos os tempos, chegou a hora de comemoramos o aniversário de 30 anos do Super Nintendo!

Considerado um dos melhores e mais importantes consoles de todos os tempos, chegou a hora de comemoramos o aniversário de 30 anos do Super Nintendo!

A leitura de comentários começa a partir de 03:06:18.

Toda terça-feira às 20:00 sai um novo episódio!

Feed: http://www.gamefm.com.br/feed/debug-mode-podcast/

Links da GameFM: https://linktr.ee/gamefm

1 Comment

1 Comment

  1. Augusto

    9 de agosto de 2021 at 16:44

    A minha história com o SNES é um pouco curiosa. Quando eu era recém nascido, a minha irmã mais velha tinha um Master System com Sonic, e nesse mesmo período a minha mãe vendeu o Master pra avançar pra próxima geração, que foi o SNES. Então o primeiro jogo que joguei na vida foi Super Mario World. Só que eu cresci ouvindo a minha mãe e minha irmã contanto história de como Sonic era legal, rápido, virava bolinha e tals, então eu morria de vontade de jogar Sonic, mesmo tendo o SNES. Eu era fã de Sonic sem nunca ter jogado. Além disso, eu achava o cartucho preto do Mega Drive lindíssimo e morria de inveja.
    Num belo dia, eu estava fora de casa com a minha mãe, ela deu uma telefonada em casa a partir de um telefone público (anos 90 né), e minha irmã tinha comprado o Sonic de SNES. Minha cabeça de pirralho explodiu, eu fiquei completamente maluco. Chegando em casa, eu caí no dibre do famigerado Sonic 4 de SNES, e na época já na época achava o jogo muito esquisito, dentre os vários motivos, o fato do Sonic não virar bolinha. Eu só fui conseguir jogar Sonic de verdade anos mais tarde, graças aos emuladores.
    Embora eu tenha tido o SNES, eu pulei vários clássicos do console, porque além dos jogos serem caros na época, e por conta de depender de locadora ou pegar emprestado com os primos, eu era uma criança meio burra que só queria saber de pular plataforma e não queria saber de ler texto (na época, todos em inglês e eu mal sabendo falar português). Eu também não tinha capacidade de escolher um jogo na locadora, então alguém sempre escolhia por mim alguma tranqueira. Alguns clássicos só fui jogar depois de velho, também graças aos emuladores, porque o SNES já havia sido vendido. Foi aí que eu joguei Yoshi’s Island, Super Metroid, Mario Kart, Zelda, Chrono Trigger, e outros.
    Quando eu era moleque, eu joguei tanto Super Mario World por falta de outras opções, que hoje o jogo vive livre de aluguel na minha cabeça. É capaz que eu consiga zerar ele vendado, só preciso testar. Também tinha Ultimate Mortal Kombat 3, que ocasionalmente eu era proibido de jogar pela minha mãe, um jogo do Tom & Jerry, e um chip avulso sem o case de plástico que tinha vários jogos dentro, dentre eles Super Turrican 2 e Spanky’s Quest. Só fui descobrir os nomes de alguns desses jogos MUITOS anos mais tarde, já adulto.
    Um grande abraço e parabéns pelo cast.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Você também pode gostar

Destaque

Vamos comemorar o 4 de Julho com o jogo mais estadunidense de todos os tempos (e feito por japoneses). Metal Wolf Chaos! É HORA...

Destaque

Chegou a hora de conferir Iron Lung, o mais novo jogo de terror do criador de Dusk, David Szymanski. Não só vimos o jogo...

Destaque

Fazendo um episódio meio diferente (e aleatório), vamos falar sobre nossas histórias de bicicleta. Desde a infância até os dias atuais, vamos compartilhar um...

Caldeirão dos Games

Nesse episódio conferimos uma gama de demos loucos disponibilizados na Gamecom 2021 e tem alguns bem peculiares.

Advertisement

Copyright © 2021 GameFM