Connect with us

O que está procurando?

Debug Mode

Debug Mode #58: The Legend of Zelda – Podcast

Em nosso maior podcast já feito até o momento, falamos sobre uma das séries mais amadas do mundo dos games, The Legend of Zelda! Fazemos uma retrospectiva por todos os jogos da série (incluindo alguns obscuros), contamos experiências e analisamos porque Zelda é tão importante para história e para os gamers. Confira!

Em nosso maior podcast já feito até o momento, falamos sobre uma das séries mais amadas do mundo dos games, The Legend of Zelda! Fazemos uma retrospectiva por todos os jogos da série (incluindo alguns obscuros), contamos experiências e analisamos porque Zelda é tão importante para história e para os gamers. Confira!

Comando da GameFM do GTA Online (Vagas abertas! Corram!):
http://socialclub.rockstargames.com/crew/gamefm

Não deixe de dar sua opinião e participar nos comentários abaixo! Toda terça-feira sai um novo podcast!

E inscreva-se no canal da GameFM no YouTube para receber todas as novidades assim que elas estiverem disponíveis!

Temos também um feed apenas para o Podcast! É só se inscrever que você receberá os novos episódios assim que eles estiverem disponíveis: http://www.gamefm.com.br/feed/debug-mode-podcast/

Além disso, estamos no iTunes! Só procurar por Debug Mode pelo aplicativo de Podcasts que você poderá ouvir e baixar os episódios assim que eles saírem.

Para ouvir o Podcast clique no “vídeo” abaixou ou no player abaixo do YouTube. Você também pode baixar o MP3 do podcast clicando em download.

8 Comments

8 Comments

  1. Mario Jose

    7 de fevereiro de 2014 at 00:01

    Virei majora mas nao virei ocarina devo baixar o virtual console pirata do jogo no meu wii?

  2. Caio Soares

    7 de fevereiro de 2014 at 03:18

    Esse podcast foi um dos melhores até agora. Parabéns!
    Falando dos games, Ages & Seasons podem ser considerados não-Nintendo, já que foi produzido pela Capcom? Fora o kanguru e o Urso azul, tem tb o Dimitri, dodongo que nada.
    http://static2.wikia.nocookie.net/__cb20090509165131/zelda/images/5/5d/Dimitri.png

  3. Leonardo Coimbra

    7 de fevereiro de 2014 at 18:32

    Ficou muito foda esse podcast. Parabens!

    O meu primeiro Zelda foi o link Awekening DX pro GBC. E sim, tenho o cartucho preto.

    Tenho que concordar com o Alan que o Ocarina é épico! E o Majora’s Mask é o mesmo mundo só que remodelado e com uma história nova. E esse zerei sem a mascara foda, não achei tão difcil não.

    o 1 e 2 nunca zerei e só joguei no emulador e sinceramente nunca tive saco para zerar (ainda mais pq joguei a pouco tempo atrás e não envelheceu muito bem…).

    Link to a past joguei em emulador e gostei muito e amei o que fizeram com o Link between worlds. A música nova ficou sensacional, arranjos muito bons.

    cheguei a pincelar os de DS e pqp…. achei uma bosta, diferente e confuso….. Os de Game Cube nunca joguei pq nao tive game cube!

    Agora to jogando o Skyrim Sword e to gostando bastante, só não entendi a beiça dos personagens, fora isso a arte é foda. E o nome do bully é Groose. Depois irei jogar o twilight princess espelhado hehehe.

    E gambiarras futuras para jogar os de GC e etc.

    Mais uma vez, ficou foda! Bjunda

    • Leonardo Coimbra

      10 de fevereiro de 2014 at 15:26

      Estive pensando e acho que consigo dizer pq Zelda NÃO é um RPG.

      Zelda é um jogo de aventura com alguns elementos de RPG. Um RPG você normalmente tem o sistema de XP e level up. Além disso você tem sua party (seu grupo) e tem como comprar e dar upgrade em suas armas e armaduras.

      Mal comparando se Zelda é RPG então Assassin’s Creed também é um RPG. Você da upgrade em suas armas e armaduras. Com isso ganha mais poder de ataque e mais vida…. E sabemos que AC não é um RPG.

      Essa é minha análise. Concordam? Muitos jogos tem elementos de RPG, mas não é um RPG. Na minha opinião pokemon seria muito mais RPG (equipamentos, party de 6, pode treinar, XP, etc).

  4. Jose Henrique Cpf

    8 de fevereiro de 2014 at 18:36

    "Um Anel para a todos governar, Um Anel para encontrá-los, Um Anel para a todos trazer e na escuridão aprisioná-los." :v (senhor dos anéis)
    Primeiramente gostaria de dizer que esse podcast foi incrível!
    Antes de comentar sobre o Zelda quero fazer uns comentários a mais sobre a nintendo.
    Ela mesmo está abrindo mão do game pad, porque nesse novo Donkey Kong, a tela não ira exibir nada, so vai servir para o off-tv play, quem sabe o que você falaram se torne realidade xD.
    Estou um pouco decepcionado com o 3º jogo da parceria nintendo/sega, o trailer parece bom, mais esperava um "sonic japonês" não esse novo americano(que pela estrategia da sega daria muito mais certo nem multi-plataforma do que so no wii u/3ds) mais agora e esperar para ver.
    Agora sim sobre zelda, lembro que o primeiro que eu joguei foi o Minish Cap, e lembro de ter adorado, depois de ter zerado ele quis jogar todos os de game boy, não sei se por o minish cap ser o meu primeiro ele virou meu favorito, mais eu adoro todos eles. nunca joguei o ocarina, por não achar um emulador decente para ubuntu, mais joguei todos os outros de snes/nes, e fiquei um pouco traumatizado com o zelda 2.
    Não querendo ser chato mais vocês cometeram um pequeno erro, a linha de tempo de zelda tem três biforçoẽs depois do ocarina, a primeira que o link vence o Ganon e continua adulto, A que o link vence o Ganon e volta a ser criança e a que o link perde do Ganon.(Talvez eu só não tenha prestado atenção)
    Zelda e uns dos meu rpgs favoritos junto com Chrono Trigger e Pokemon!
    Estou ansioso pela e3 para ver o novo Zelda se a nintendo for inteligente da para fazer um jogo incrivel no wii u.
    E para não perder o costume de fã chato CADE O REMAKE DE MAJORA MASK?(e half life 3, portal 3 e o remake Pokemon ruby e sapphire xD)
    Ótimo podcast que você continuem fazer com esse tamanho xD

  5. Guilherme Henrique Ribas Bonades

    8 de fevereiro de 2014 at 20:36

    Lê-se Bonádes.
    Excelente PodCast. Gostaria de dizer também que no LoZ:OoT, diz-se de onde vem o Link e o que aconteceu com a mãe dele. Como estou com preguiça de jogar novamente, vai de memória mesmo: Em meio à guerra, a mãe de Link acabou sendo ferida gravemente, e não lembro como, acabou indo parar na vila dos Kokiri, onde encontrou a grande árvore Deku. Deku, sentindo que a criança era especial, aceitou cuidar dela e com isso, a mãe de Link morreu (trágico, trágico).
    Agradeço também por não terem dado spoiles sobre Wind Waker, pois estou jogando neste momento.
    Minha motivação para jogar WW foi este vídeo: https://www.youtube.com/watch?v=fYDY7Jexssg
    Adoro escutar temas de jogos na versão Rock/Heavy Metal.
    Um grande abraço para todos vocês. Continuem com o excelente trabalho que vocês vem fazendo.

  6. Guilherme Henrique Ribas Bonades

    10 de fevereiro de 2014 at 13:14

    Quase que me esqueço: Eu simplesmente adorei o Majora's Mask. Não sei porque muita gente o odeia.
    Tem aquele clima triste e sombrio, o que na minha opinião torna-o diferente de muitos LoZ. Gostei muito também do Minish Cap. Não consigo escolher meu Zelda predileto, até porquê não joguei muitos. Os que joguei foram: OoT, Minish Cap, A Link to the Past, Majora's e Wind Waker (em andamento, e que estou gostando muito, diga-se de passagem). Um dia ainda pretendo jogar o Adventure of Link (abençoado seja o savestate).

  7. Beto Di Trento

    12 de fevereiro de 2014 at 18:30

    Salve Galera do Debug mode, descobri o site da Game FM a 2 semanas atras e de la pra ca acesso todo dia.

    Ja escutei vários Debug modes antigos e sempre que sai um novo ja escuto de imediato!!
    As discussões são sempre interessantes, discordo de muitas coisas, porém, concordo com muitas também, isso que é interessante.

    Com relação ao Zelda, o que mais me marcou sem dúvidas foi o "A link to the past " do Snes, e pra mim é um dos mais difíceis também, tenho ótimas lembranças desse jogo. Com relação a ele ser um rpg creio que vai mais da perspectiva de cada um, mas independente, de ser ou não um rpg, isso não tira o brilho da série. Creio que esse gênero "RPG" atribuído a série faça com que ele pareça mais " hardcore" e talvez por isso que algumas pessoas brigam para que seu rotulo seja esse, mas pra mim não tem absolutamente nada a ver.

    Outra coisa interessante, e é uma reflexão que deixo pra vocês. Em outras edições de "Debug Mode" houve leves discussões sobre jogos serem Casuais e Hardcore.
    A minha opinião sobre isso é um pouco diferente, pra mim nós não deveríamos rotular os jogos dessa maneira. Casual ou Hardcore não esta no Jogo em si, esta no JOGADOR!!
    Por exemplo, Angry Birds, é um Jogo casual? talvez, mas e se tiver aquele cara que pegou todas as estrelas de TODAS as telas?? ele é Hardcore! (diga-se de passagem que pegar 3 estrelas em todos os leveis do jogo é DIFICIL PARA CARALEO) é quase impossível, isso torno o jogo considerado "casual" em um desafio "Hardcore".
    Enfim, repito, creio que esse rotulo seja atribuído muito mais ao jogador do que para o proprio jogo em si.

    Concluindo, ótimo trabalho de vocês, continuem assim. um grande abraço

    Fui.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rádio GameFM

Twitch

Você também pode gostar

Destaque

Após a nossa apresentação, aqui estão os resultados do GameFM Awards 2020 (assim como dos sorteios)!

Destaque

O grande momento chegou. Hora de terminarmos Shadow the Hedgehog e obtermos todas as respostas (ou não)!

Destaque

Último final para chegarmos no Last Story! Teremos mais surpresas?

Destaque

Falta pouco para terminarmos, mas isso não quer dizer que será menos sofrido.

Advertisement