Connect with us

O que está procurando?

GameFMGameFM

Colunas

[Objection!] A Nintendo através dos anos

Rodrigo de Souza escreve mais um post na coluna Objection!, dessa vez uma análise histórica da Nintendo.

         

        Quem acompanha o mercado a muitos anos sabe que a Nintendo já foi a força dominante dos games por muito tempo. No passado, o mercado era pulverizado em várias plataformas que tentavam encontrar seu espaço no promissor mercado de games, mas a inexperiência da maioria acabava por trazer consoles e jogos caros e deficientes em vários aspectos.

        Até que surge a Atari. A Atari tomou o mercado e se tornou a maior empresa de games de sua época. O sucesso nos EUA foi estrondoso, o console tinha um preço razoável e jogos divertidos, nada podia dar errado. Ninguém era ameaça para a Atari e a empresa dominou sozinha até o Crash de 84.

        O que observamos desta história é que a Atari acabou por tropeçar nas próprias pernas. Sem concorrência, a empresa não tinha porque se esforçar em inovar ou melhorar, pois achava que dominaria o mercado de games para sempre. Mesmo tendo lançado consoles posteriormente, nenhum deles chegou sequer à sombra do Atari 2600.

        O Japão, porém, já se divertia com o NES desde 83. A Nintendo lançou seu console por lá pensando em trazer seus jogos de sucesso nos arcades para a casa de todos os japoneses. Com uma qualidade muito superior ao Atari, o NES foi um grande sucesso no Japão e foi recebido muito bem pelo publico e pela crítica com jogos de qualidade encabeçados pela prata da casa : Super Mario Bros. Por culpa do Crash, o NES só chegou aos EUA em 1985.

        A Nintendo, porém, não ficou sozinha na briga. Naquele mesmo 85, aquela que viria ser a sua maior rival, a SEGA, lança o Master System e pela primeira vez uma líder de mercado tem um concorrente a altura em qualidade e vendas. O Master System era superior em quase tudo que o NES oferecia, mas os 2 anos de vantagem do NES pavimentaram sua estrada para o sucesso e o mantiveram no topo pela qualidade dos jogos da própria Nintendo e pelo apoio de empresas como Namco, Capcom, Konami e Square.

        A SEGA, porém, contra atacou se lançando na nova geração antes da Nintendo e o Mega Drive teve os seus 2 anos de vantagem em relação ao Super Nintendo, mas não conseguiu superar o console da concorrente. Como? Hype! No Japão, praticamente toda a família tinha um NES, mesmo depois do lançamento do Mega Drive, o NES continuou com força pois jogos de grande qualidade saiam para o console e a Nintendo já colocava na mente de seus consumidores que o Super NES seria uma revolução.

        E foi! A parceria com grandes empresas de games se manteve e, naquela época, já haviam também as gigantes norte americanas como a EA e europeias como a Infogrames. E apesar de o Mega Drive ter excelentes jogos, principalmente da própria SEGA, o Super NES nos trouxe Super Mario World, F-Zero, PilotWings, Final Fight, Final Fantasy, Chrono Trigger, Zelda: Link to the Past, Super Metroid, Castlevania e Street Fighter II.

        O Super NES foi um grande sucesso da Nintendo e a consolidação da empresa como líder de mercado pela segunda geração seguida. As ações estavam em alta, todos falavam da Nintendo e da sua habilidade de criar jogos fantásticos. A SEGA se adiantou mais uma vez e lançou o seu Saturn, com gráficos impressionantes e a habilidade de rodar CDs. A Sony entrou no mercado de games com o PlayStation, mas o Super NES continuava firme empolgando o público com jogos como Star Fox, Donkey Kong Country e Mega Man X. A Nintendo era líder mesmo com um console atrasado.  Com o lançamento de um novo console, nada poderia dar errado!

  

        Parece familiar? Aonde já vimos esta história antes? Um dos grandes pecados da humanidade sempre foi a soberba. A Nintendo estava com a bola toda e estava convencida de que venderia tudo o que lançasse. Com quase 2 anos de atraso, em 96, a Nintendo lança do Nintendo 64, um console mais poderoso que os concorrentes Saturn e PlayStation. O console, porém, ainda utilizava os cartuchos como mídia, mais caros, porém, mais difíceis de se piratear, visto que Saturn e, principalmente o PlayStation eram facilmente desbloqueados para rodar jogos piratas e este era o grande medo da Nintendo. Medo que lhe custou a liderança do mercado.

Advertisement. Scroll to continue reading.

        A Sony, em sua primeira tentativa, conseguiu o que a SEGA não conseguiu em 2 gerações. Tirar a coroa da Nintendo e assumir como líder daquela geração. Graças a sua inabilidade de ver que os CDs seriam o futuro (por serem mais baratos e terem mais espaço de armazenamento que os cartuchos) a Nintendo cometeu um erro estratégico e isso lhe custou a coroa. E em um péssimo momento. O mercado de games (a exceção do Brasil) crescia a passos largos na década de 90 e os videogames tinham seus consumidores da era Atari e NES já adultos e os jogos voltados a este público fizendo o mercado crescer assustadoramente, acima de quaisquer expectativas.

        E agora? Podemos considerar o Nintendo 64 um fracasso? Obvio que não, o console vendeu muito bem, se manteve firme como segundo lugar e revolucionou a maneira como jogamos. Naquela época os jogos 3D estavam engatinhando e muitos se perguntavam se Mario funcionaria em um ambiente 3D. Super Mario 64 veio para provar que o encanador se daria bem em 3 dimensões. Isso fora StarFox 64, F-Zero X, Smash Bros., Wave Race 64 e, claro, Zelda : Ocarina of Time. A Nintendo, também contou com uma grande aliada, a Rare, que na época era considerada a Pixar dos games e nos trouxe, Banjo-Kazooie, Conker, Donkey Kong 64, Killer Instinct e os eternos Goldeneye 007 e Perfect Dark. Apesar do apoio da Rare (que era first party, diga-se de passagem), a Nintendo perdeu o apoio de muitas de suas parceiras, como Konami, Namco e Square, que migraram para o PlayStation graças ao sucesso do console e os seus CDs. A perda mais dolorida foi mesmo a Square que cancelou a versão de Final Fantasy 7 para o Nintendo 64 e o lançou para o PlayStation se tornando um marco para o console da Sony. Isso fora Castlevania : Symphony of the Night.

        Veio o PlayStation 2 e o mundo como conhecemos nunca mais foi o mesmo. Os grandes clássicos das thirds tinham nova casa. E foi um massacre. Mesmo com um novo concorrente, a Microsoft com o seu Xbox e a saída da SEGA, que jogou a toalha com o Dreamcast, a Sony dominou aquela geração como ninguém. E detalhe, como hardware mais fraco. O GameCube era o console mais poderoso, seguido pelo Xbox e depois o PS2. Mas isso não valeu de nada. Todos estavam acostumados ao PlayStation, a Sony era líder e a Nintendo amargou pela primeira vez um terceiro lugar. Tudo bem que foi por pouco. O Xbox foi um sucesso razoável e conquistou o público norte americano, mas a Microsoft, malandra, sabia que deveria investir a longo prazo e logo começou a pensar naquele que seria o Xbox 360. Desta vez, a Sony já tinha seu caminho pavimentado para o sucesso, seu console era líder por larga vantagem, todos consideravam a Nintendo como um fracasso e a Microsoft não era ameaça. A Sony era a nova rainha e nada poderia dar errado!

        Pois é! Para variar, a história se repete. A Microsoft saiu na frente e lançou o seu Xbox 360 em 2005 e começa mais uma geração. O console foi muitíssimo bem recebido pelo público nos EUA pois teve uma linha de jogos muito interessantes no lançamento. O mercado japonês já estava em segundo plano e o Xbox afundou no Japão, apesar dos esforços da Microsoft. Isso, porém, não impediu que o console fosse um grande sucesso em todo o mundo, mesmo no Brasil que teve o seu lançamento oficial em 2006. Mas o hype todo estava em torno da máquina de guerra que seria o PlayStation 3, mesmo com o sucesso do Xbox e com 1 ano de vantagem da Microsoft, a Sony estava tranqüila pois sabia que ninguém seguraria o PS3. O console seria o supra sumo da tecnologia e, com certeza, ninguém se importaria de pagar US$ 499,00 pelo console.

        A Nintendo, ficou quieta por muito tempo. O GameCube foi um bom console, mas o terceiro lugar foi a gota d’água para aquela que já foi líder por muito tempo. Era hora de mudar, mas como segurar o poder do PlayStation 3? A Nintendo então, resolveu apostar em uma idéia no mínimo, estranha, mas que se desse certo, poderia ser a sua salvação.

        E o Wii tomou o mundo de assalto. O que era aquele controle, que parece um controle remoto de televisão e que tinha pouquíssimos botões. A Nintendo manteve o controle em sigilo absoluto, chegando a mostrar o console meses antes e fazendo mistério do que haveria de tão revolucionário em seu controle. Depois de muitos anos tentando voltar à liderança, a Nintendo, com a inovação que sempre soube fazer bem, finalmente conseguiu.

        Mas o preço foi alto. O Wii vendia como água, mas os jogos simplesmente não saiam. O console recebia ports de jogos de PlayStation 2, enquanto os concorrentes recebiam versões melhores desenvolvidas dos jogos. As thirds demoraram muito para entender o controle e como explorá-lo de forma criativa. Os bons jogos só vieram depois do lançamento do console.

        Mas isso não foi o pior. A grande inovação do Wii era o controle sensível a movimento e isso conquistou principalmente àqueles que não tinham hábito de jogar. Os não gamers salvaram a Nintendo, mas também vieram para destruí-la. A grande maioria destas pessoas se contentavam com o jogo que vinha no console, o Wii Sports, se divertiam e pronto, o console voltava para a gaveta. Poucos realmente investiram em jogos e a maioria encalhou.

        A Nintendo voltou ao topo, mas isso pode vir a acabar com ela. O Wii é um sucesso, sem dúvida, mas a empresa apostou em um público pouco fiel e pouco interessado em consumir games com mais freqüência e realmente investir na plataforma. No fim, a Nintendo demorou para perceber que deveria agradar primeiro ao público hardcore e depois dar opções ao público casual e tentar conquista-lo.

Advertisement. Scroll to continue reading.

        Agora é ver o que vem por aí com o Wii U. Com certeza a Nintendo ainda tem cartas na manga para explorar e idéias para atrair de volta o público que perdeu. A conclusão que chegamos é que nunca devemos subestimar uma empresa como a Nintendo, em dada hora ela inova, em outra hora tropeça, mas analisando a história concluímos que ela realmente aprende com seus erros e está sempre disposta a surpreender.

Comments

Rádio GameFM



Histórico

YouTube

Twitch

 

 

GameFM Lives – YouTube

RatingGame titleReview published
10/10Mullet MadJack – Análise21 de maio de 2024
10/10Persona 518 de abril de 2017
10/10Resident Evil 7: Biohazard23 de janeiro de 2017
10/10Uncharted 4: A Thief's End17 de agosto de 2016
9.5/10Uncharted: The Lost Legacy19 de outubro de 2017
9.5/10Child of Light11 de maio de 2014
9/10Manor Lords (Acesso Antecipado)24 de abril de 2024
9/10Phantom Dust28 de fevereiro de 2024
9/10Celeste16 de março de 2018
9/10Dragon Ball FighterZ5 de fevereiro de 2018
9/10L.A. Noire (Switch)6 de dezembro de 2017
9/10South Park: A Fenda que Abunda Força20 de outubro de 2017
9/10Gundam Versus14 de outubro de 2017
9/10Mario + Rabbids Kingdom Battle2 de outubro de 2017
9/10Destiny 220 de setembro de 2017
9/10Splatoon 22 de agosto de 2017
9/10Horizon Zero Dawn16 de março de 2017
9/10Yakuza 018 de fevereiro de 2017
9/10Final Fantasy XV16 de janeiro de 2017
9/10Pokémon Sun & Moon29 de novembro de 2016
9/10World of Final Fantasy25 de novembro de 2016
9/10The King of Fighters XIV24 de agosto de 2016
9/10Naruto Shippuden: Ultimate Ninja Storm 47 de março de 2016
9/10This War of Mine5 de dezembro de 2015
9/10SOMA14 de novembro de 2015
9/10Undertale27 de outubro de 2015
9/10The Last of Us13 de dezembro de 2013
9/10BioShock Infinite17 de abril de 2013
8.5/10Senua's Saga: Hellblade II23 de maio de 2024
8.5/10Voodoo Vince: Remastered26 de fevereiro de 2024
8.5/10Arzette: The Jewel of Faramore26 de fevereiro de 2024
8.5/10DOOM (2016) (Switch)16 de janeiro de 2018
8.5/10Assassin's Creed: Origins8 de dezembro de 2017
8.5/10Hellblade: Senua's Sacrifice26 de setembro de 2017
8.5/10Mega Man Legacy Collection 214 de setembro de 2017
8.5/10For Honor21 de fevereiro de 2017
8.5/10Ultimate Marvel vs. Capcom 35 de dezembro de 2016
8.5/10Attack on Titan28 de novembro de 2016
8.5/10Watch Dogs 227 de novembro de 2016
8.5/10Pokémon Go21 de outubro de 2016
8.5/10NBA 2K1720 de outubro de 2016
8.5/10Overwatch2 de agosto de 2016
8.5/10Guitar Hero Live20 de maio de 2016
8.5/10Street Fighter V15 de fevereiro de 2016
8.5/10Wolfenstein: The New Order1 de junho de 2014
8/10The Hungry Lamb: Traveling in the Late Ming Dynasty9 de junho de 2024
8/10The Crew Motorfest2 de junho de 2024
8/10Evil West24 de março de 2024
8/10Far Cry 531 de maio de 2018
8/10Scribblenauts Showdown29 de março de 2018
8/10Sword Art Online: Fatal Bullet16 de março de 2018
8/10Payday 2 (Switch)27 de fevereiro de 2018
8/10Just Dance 20188 de dezembro de 2017
8/10Terra Média: Sombras da Guerra9 de novembro de 2017
8/10Observer19 de outubro de 2017
8/10Utawarerumono: Mask of Truth1 de outubro de 2017
8/10Collar x Malice4 de setembro de 2017
8/10Kona5 de maio de 2017
8/10LEGO Worlds30 de abril de 2017
8/10Tom Clancy's Ghost Recon Wildlands30 de março de 2017
8/10Deus Ex: Mankind Divided10 de dezembro de 2016
8/10Eagle Flight3 de dezembro de 2016
8/10Just Dance 201726 de novembro de 2016
8/10Hitman: The Complete First Season25 de novembro de 2016
8/10LEGO Star Wars: O Despertar da Força9 de agosto de 2016
8/10Dark Souls III2 de maio de 2016
8/10Hitman GO: Definitive Edition13 de abril de 2016
8/10The Division14 de março de 2016
8/10Digimon Story: Cyber Sleuth22 de fevereiro de 2016
8/10Unravel14 de fevereiro de 2016
8/10Mega Man Legacy Collection27 de agosto de 2015
8/10Castle of Illusion (2013)20 de dezembro de 2013
7.5/10Lightyear Frontier (Acesso Antecipado)18 de março de 2024
7.5/10The Elder Scrolls V: Skyrim (Switch)27 de fevereiro de 2018
7.5/10Bad Apple Wars26 de outubro de 2017
7.5/10Night Trap 25th Anniversary Edition14 de outubro de 2017
7.5/10Mafia III9 de dezembro de 2016
7.5/10Batman: The Telltale Series1 de dezembro de 2016
7.5/10Tales of Zestiria23 de maio de 2016
7.5/10Sébastien Loeb Rally Evo12 de maio de 2016
7.5/10Hitman (2016)4 de abril de 2016
7.5/10Far Cry Primal 29 de fevereiro de 2016
7.5/10Assassin's Creed IV: Black Flag25 de maio de 2014
7/10RKGK / Rakugaki16 de junho de 2024
7/10Dying Light 2 Stay Human9 de maio de 2024
7/10No Rest for the Wicked (Acesso antecipado)27 de abril de 2024
7/10Esquadrão Suicida: Mate a Liga da Justiça22 de fevereiro de 2024
7/10The Seven Deadly Sins: Knights Of Britannia16 de março de 2018
7/10Digimon Story Cyber Sleuth Hacker’s Memory31 de janeiro de 2018
7/10Star Wars Battlefront 24 de dezembro de 2017
7/10Eliosi's Hunt26 de outubro de 2017
7/10Marvel vs. Capcom: Infinite7 de outubro de 2017
7/10Drive Girls21 de setembro de 2017
7/10NBA 2KVR Experience3 de janeiro de 2017
7/10Steep2 de janeiro de 2017
7/10Running With Rifles28 de novembro de 2015
7/10Alien Shooter: Revisited21 de novembro de 2015
7/10Kingdom7 de novembro de 2015
6.5/10Need for Speed Payback24 de janeiro de 2018
6.5/10Sonic Forces20 de dezembro de 2017
6.5/10Absolver20 de outubro de 2017
6.5/10Drakengard 323 de junho de 2014
6.5/10Yaiba: Ninja Gaiden Z4 de maio de 2014
6/10Batman Arkham VR2 de dezembro de 2016
5/10Creeping Terror6 de dezembro de 2017
4/10DriveClub5 de novembro de 2014
3/10Redfall4 de maio de 2023

Advertisement
ABRIR RÁDIO
FECHAR RÁDIO