Connect with us

O que está procurando?

Debug Mode

Debug Mode #25: A Square Enix é idiota – Podcast

Novo episódio do Debug Mode, o Podcast da GameFM! Nesse episódio falamos de como a Square Enix tem feito besteira ultimamente. O que ela tem feito de tão errado? Porque ela está tendo tanto prejuízo? Porque ela insiste em seus erros? É possível que um dia ela volte ao que era antes? Confira!

Novo episódio do Debug Mode, o Podcast da GameFM!

Nesse episódio falamos de como a Square Enix tem feito besteira ultimamente. O que ela tem feito de tão errado? Porque ela está tendo tanto prejuízo? Porque ela insiste em seus erros? É possível que um dia ela volte ao que era antes? Confira!

Não deixe de dar sua opinião e participar nos comentários abaixo! Toda terça-feira sai um novo podcast!

E inscreva-se no canal da GameFM no YouTube para receber todas as novidades assim que elas estiverem disponíveis!

Agora temos um feed apenas para o Podcast! É só se inscrever que você receberá os novos episódios assim que eles estiverem disponíveis. http://www.gamefm.com.br/feed/debug-mode-podcast/

Estamos também no iTunes! Só procurar por Debug Mode pelo aplicativo de Podcasts que você poderá ouvir e baixar os episódios assim que eles saírem.

Para ouvir o Podcast clique no “vídeo” abaixou ou no player abaixo do YouTube. Você também pode baixar o MP3 do Podcast clicando em download.

Advertisement. Scroll to continue reading.
35 Comments

35 Comments

  1. Vinicius Ferreira Vianna

    8 de maio de 2013 at 22:23

    O nome do branquinho de FF8 é Seifer…. rs

    Sou um grande fã da square… terminei todos os final fantasys (exceto os onlines)… Ainda acho FF12 o pior de todos… FF13 em segundo pq os personagens ainda tem algum carisma e a historia é legalzinha… FF12 tem os personagens mais sem graça de toda a historia, e a historia e muito sem sal…

    Tem muita coisa boa ai no bau… Saga Frontier, parasite eve, xenogears… muita coisa mal aproveitada… infelizmente concordo com muito do que foi dito, a square perdeu a mão…

    Final Fantasy versus eu ainda tenho alguma esperança, acho que vem um action RPG estilo crisis core, mas com uma Party… se for isso mesmo, vai ser interessante, ainda estou otimista para esse pelo menos

  2. Leonardo Coimbra

    9 de maio de 2013 at 02:01

    Fala pessoal, primeiro queria dizer para não me xingarem por estar comentando…. Mas sou fã boy (era pelo menos) de square/final fantasy e tenho que falar e adicionar coisas! Tão fã que quando vi que o podcast era sobre a Square dei foda-se para a noite mau dormida e para o resfriado e aqui estou.

    Achei o podcast foda e vocês abordaram muito bem o tema e deram muitos exemplos bons. E concordo com vocês, eles estão ficando burros com o tempo, não sei o por que disso. Só fazendo merda nos jogos on line e nas continuações dos títulos, NINGUEM MERECE A PORRA DO FF13 – 3! PORRA! (e sim, tem gente que gosta disso. tenho um amigo que está ANSIOSO pelo lançamento….) Vou tentar comentar cronologicamente:

    FF7 foi o primeio FF e jogo da square que joguei e do play Station. Foi o que me fez apaixonar por RPG e pelo Play Station. Eu tb compraria um remake dessa obra de arte. Até o FF10 eu gostei dos jogos. Cada um teve sua mecânica alterada de um para o outro e tenho algumas críticas, mas nada que matasse os jogos. PS: Vilão de branco FF8 = Seifer. Squall vestia preto.

    Depois com a ajuda dos emuladores eu fiz o caminho inverso (tinha mega drive e não SNES). Joguei o FF1 (burrice minha ou não nunca achei o mapa daquele jogo o que dificultou muito minha vida), FF6 e Chrono Trigger. Tudo obra de arte e novamente, SIM. Façam um port. Um remake. Claro que vamos comprar.

    Uma coisa que ficou faltando dizer foi o por que do nome de Final Fantasy. Square lançou o FF1 e fechou as portas. Mas foi tão tão tão foda que o mundo pirou e tiveram que reabrir as portas para produzir e vender mais. E daqui a pouco estarão precisando de um novo nome salvador…..

    FF10 – 2. FF 13 – 2. FF 13 – 3. Porra não! FF online! Não! PARA COM ISSO. A única continuação que joguei e achei legal foi o do FF7 para o PSP – Crisis Core, que conta até o inicio do FF7. Tb achei bom o Fime do FF7 Advent Children. (já o primeiro filme que foi comentado foi muito fraco mesmo pqp. Eles investiram na tecnologia e esqueceram da história… Tinha até um papo de que cada cabelo foi pesado numa balança e depois colocado para 3D, isso para dar realidade máxima ao filme).

    FF 13…. Sim o que foi dito está parcialmente correto, era para ter sido uma trilogia com o FF13, FF13 Versus (que sim virou o FF15 até onde sei e não parece estar tão ruim assim) e FF13 Agito para PSP que virou FF Type 0 e foi lançado somente no Japão (#chatiado com ch pq com X não dá).

    Com relação aos nomes, mundo futurista, tipo de história e um personagem negro tem um pq sim. Sigam meu raciocínio:
    1 – Primeiro FF com mundo futurista -> ff7
    2 – primeiro FF com personagem negro -> ff7
    3 – Lightning (raio) vem da onde? De uma nuvem, Cloud -> ff7
    4 – Personagem principal é calada e uma pseudo EX SOLDIER tipo Cloud -> ff7

    Ou seja, FF13 nada mais é que uma pífia tentativa que copiar ideias do FF7. Só que você não precisa atacar e a história é confusa (eu zerei sem entender o jogo. Isso é triste).

    Finalizando FF, musicas fodas, muito fodas mesmo a ponto de ter uma banda/orquestra (Distant Worlds) especializada em música deles. Tipo a Video games live, só que somente para músicas de FF. Link de um show e site abaixo.
    http://www.youtube.com/watch?v=uTLDRy-Raf4
    http://www.ffdistantworlds.com/

    PS: Já mandei e-mail para eles perguntando se tinham algum projeto de tocar na américa do sul/brasil… Esperando até hoje resposta.
    PS2: Tema da Aerith de FF7 é a 16ª música orquestrada mais foda da história das músicas em geral. Sim, colocando Bach, Beethoven, Chopin e por ai vai.

    Com relação aos outros jogos (sleeping dogs, Tomb raider, Hitman, etc) eles são bons jogos. Mas não são salvadores ainda mais para subsidiar os investimentos em continuações desnecessárias de FF e FF online. simplesmente é dinheiro jogado no lixo, não vale a pena.

    Ultimo jogo da minha redação: Kingdom hearts! A série é muito boa, a ideia de misturar os universos é muito legal. Eu só acho q a ideia de fazer um spin off para cada console que sai durante o curso da humanidade um pouco exagerado. PS2, GBA, DS, 3DS, PSP e CELULAR (KH coded. Fizeram o port para DS em RE: Coded). Isso tem seu ponto positivo e negativo. Na verdade tem uma porrada de pontos negativos e um único positivo, não deixa a historia morrer e constroi os personagens. Ainda mais pq deus sabe quando lançarão o 3 e o 2 foi lançado em 2005. De resto só ruim mesmo, inventam historia demais e desnecessária (coded), força o pobre coitado a ter no minimo 3 consoles diferentes e por ai vai… Sem contar q quem jogar o 3 sem ter jogado toda essa bagunça vai perder MUITA historia. O que já aconteceu do 1 para o 2 onde tinha o KH Chain of memories (maldito sistema de combate com cartas)

    Acho que é isso. Potencial para sair do buraco, fazer jogo bom e ganhar dinheiro eles tem. Só tem que parar de investir em merda e serem gananciosos aonde tem que ser, faz os remakes do FF6, 7 e Chrono Trigger. Ai vai ter caixa e investe essa porra corretamente! tb entro na lista das pessoas que dão consultoria com um prazer absurdo. Eu realmente fico abalado por ver essa puta empresa que me fez comprar o PS e gostar de RPG só fazer merda e ter um risco real de daqui a um tempo fechar….

  3. Luiza Ferreira

    9 de maio de 2013 at 03:32

    chorei de rir com: "enquanto isso o George Lucas lançando a versão de Star Wars pra microondas e ganhando dinheiro.."

  4. André Junqueira

    9 de maio de 2013 at 04:42

    Muito bom esse podcast! Ainda não terminei de assistir, mas vou ver de novo e de novo!
    Apenas alguns pontos: vc´s subestimaram por várias vezes a SE… mas creio que a empresa tenha planos e cartas na manga. Tenho 30 anos e jogo a franquia FF desde o 6 (SNES). FF7 nunca vai voltar. O contexto foi perfeito para que o jogo fosse um sucesso, nos resta esperar que um outro jogo se aproxime dele. Se AINDA não relançaram o FF7, 8, 9 (o 10 já lançaram em HD!!) provavelmente pq está nos planos de serem utilizados. Eu acredito na empresa, mas, depois da [email protected]@[email protected] da SEGA , percebi que mesmos os japoneses são capazes de grandes erros (leia-se DREAMCAST!!).
    Sobre o jogo, sem dúvidas o meu favorito foi o 7. E apesar das inovações tb curti muito o 12 -> o IZJS, international zodiac job system, que vc´s se esqueceram de comentar!!!

  5. André Junqueira

    9 de maio de 2013 at 05:03

    SQUAREENIX, O QUE SEUS FÃS QUEREM:
    – Uma experiencia INTERATIVA (não filminhos, cof cof FF13)
    – Um mundo grande, não linear, com a possibilidade de exploração com naves e caravelas voadoras
    – Inclusão de elementos, inimigos, e easter eggs de FF´s anteriores
    – Muitas cidades, com NPC´s, lojas, sidequests…
    – Controle da troca de membros do grupo – switch members
    – Um sistema de leveling e de poderes complexo e livre, como o sistema de materias (FF7), ou o de junction (FF8), ou de spheres ou licenses (FFX e XII).
    – Uma trilha sonora épica e memorável. (NOBUO UEMATSU!!!!)
    – Um roteiro simples e eficaz. (como sempre, um pequeno grupo de rebeldes contra um grande império do mal, com um inimigo excêntrico)
    – Que a história explore de forma realista os elementos do universo do jogo
    – Chocobos, minigames, e inimigos opcionais quase impossíveis de se vencer (as WEAPONS)
    – Um sistema/mecânica de batalha desafiador e divertido (depois do lançamento do FF13, lembro que a gente chamava o jogo de "Final Fantasy aperte X 13 vezes") – podem incluir de volta as ATB´s

    Não curtimos FF13 e 13-2 pois estes ignoraram alguns desses aspectos.

    • Yagami Raito

      10 de maio de 2013 at 02:46

      bem cara apesar do XII ser meu preferido achei uma gagada o sistema de licensas pois todos os personagens terem todas as magias deixam eles apelões demais facilitando o jogo o MSM com FFX

    • Abner Farias

      10 de maio de 2013 at 17:09

      Apelões demais? Discordo de você.

    • André Junqueira

      19 de maio de 2013 at 20:17

      Yagami Raito vc tem que jogar o FFXII IZJS, international zodiac job system, q já tem até traduzido para o inglês para baixar. vou tentar instalar no ps3. a grande diferença para o ffxii é que existem 12 tabelas de licenças diferentes agora, uma para cada signo do zodíaco e para cada job clássica do ff. uma vez q vc escolhe a job para um personagem, vc não pode mais mudar!!! apenas o knight pode usar a tournesol, e apenas o ninja ou samurai podem usar a masamune, e apenas os mages (black, red, white) podem usar as mágicas mais fodas!

    • André Junqueira

      19 de maio de 2013 at 20:24

      vish, no FFXII IZJS, foram corrigidos muitos problemas do original. o cap de dano de 9999 foi removido. algumas jobs, como o knight tem mais de 20 battle lore, bem como os mages tem mais de 20 magic lore. eu lembro da penelo black mage ou da ashe red mage minhas dando 17000 de dano com um blizzaga kkk ou o basche knight batendo 15000 com a tournesol.

  6. André Junqueira

    9 de maio de 2013 at 05:19

    E para finalizar,
    como vc´s estão falando da SE,
    faltou comentar sobre aquela [email protected] do Kingdom Hearts. Gostei do KH2, achei divertido, mas era apena para cobrir o buraco da falta de um FF decente.
    Eu comprei o FF13 quando saiu. Zerei 3 vezes, e platinei o jogo. De fato, para conseguir todos os trophies/achievments, foi praticamente 95% do jogo!!! O jogo é graficamente lindo, um colírio para os olhos, mas a experiencia é muito decepcionante.
    Não comprei o FF 13-2 e não vou comprar mais nenhum jogo da SE, não vou comprar o FF versus 13, ou o Lightning Returns ff13.

  7. Deângelo Carvalho

    9 de maio de 2013 at 15:36

    A SE vem perdendo a mão mesmo, tantas coisas legais que fizeram no passado e hoje só no lamento.

  8. Rafael Barbosa

    9 de maio de 2013 at 18:15

    Cara achei muito bom esse podcast, nesses últimos anos joguei FF do I ao X e o XII, todos são muito bom, meu favorito é o IX gosto do visual e da história e do tipo de jogo, mas eu não entendo o hype do FFVII, joguei e joguei, e percebi que é uma reciclagem das ideias dos FF anteriores um exemplo são as naves que são cópia do FF III, as materias em que todos os personagem podem fazer tudo é uma copia do FFVI com as summons, e o personagem falho também do FFVI com a Terra, o engraçado é que no FF VI começa uma trilogia de personagens principais depressivos VI, VII, VIII, mas prefiro o VI do que o VII, joguei pela diversão, mas o Crisis Core em história acho muito melhor prefiro mil vezes o Zack do que o Cloud.

    • Carlos

      13 de maio de 2013 at 17:10

      Concordo com vc o Crisis Core tem uma história incrível

  9. Carlos

    9 de maio de 2013 at 20:22

    Gostei do podcast, entretanto, fica nítido que os podcasters não entendem de Final Fantasy

    Jogo FF desde os 7 anos de idade (tenho 20). Comecei com o FFVII e me apaixonei pela história.

    Quanto ao FFXIII ele é muito bom. No começo achei um lixo, me arrependi de ter comprado, mas conforme eu fui entendendo a sua magnífica história vi que, na minha opinião, o FFXIII é o melhor FF

  10. Carlos

    9 de maio de 2013 at 20:30

    O Tidus não morre no FFX, pesquisa antes

  11. Carlos

    9 de maio de 2013 at 20:32

    Eu também não gostei do FFX-2, achei horrível, entretanto, fica nítido que ele tem como objetivo mostrar como Spira fica sem a religião que proibia as máquinas, até por isso que a Yuna não é mais uma Sumonner

  12. Carlos

    9 de maio de 2013 at 20:43

    A história do FFXIII não tem buracos.
    Pesquise sobre a Fabula Nova Crystallis e entenderá
    Quanto ao nome da Lighting o nome dela não é Lighting

    Na minha opinião a única coisa ruim no FFXIII é a história linear, que foi corrigido no FFXIII-2

    O FFXIII-2 não é spin-off e sim uma continuação da história. O FFXIII termina sem sentido (não vou falar o que acontece para não dar spoiler), no FFXIII-2 a história e continuado e fica evidente que o Lighting-Returns será uma excelente continuação

  13. Jean Paiva

    10 de maio de 2013 at 02:32

    Ai ai, esses BRs….
    HUE

    • Tony Fairsborough

      10 de maio de 2013 at 12:12

      Nostalgia é um perigo, dude… :~

    • Abner Farias

      10 de maio de 2013 at 17:09

      Sempre foi, sempre será…

  14. Yagami Raito

    10 de maio de 2013 at 03:03

    cara realmente o XIII insulta a inteligencia do jogador se a gente perde uma luta a gente volta para a frente do bicho que venceu a gente ou seja GAME OVER não existe

    na minha opnião o pior erro da square foi o FFXII RW ( revenant wings ) sem contar que no FFXII normal a gente acha montros dormindo e outros que esperam a gente atacar eles primeiro

    mas sobre a square esquece os fans antigos é só olhar o fato do FFXIII ter matado os pluzzes

    • Abner Farias

      10 de maio de 2013 at 17:12

      A Square comete erros, mas dizer que FF XII RW é o pior é exagero demais.

    • Yagami Raito

      11 de maio de 2013 at 15:11

      o revenant wings foi pior que o X-2

  15. Yagami Raito

    10 de maio de 2013 at 03:16

    cara dizer que niguém lembra do V é ixagero a historia dele é muito boa sendo que o pessoal só lembra das historia deprimentes

  16. André Vinicius

    10 de maio de 2013 at 12:17

    Poucas vezes ouvi tanta bobagem sobre a Square. Vocês estão de parabéns.

    • Jean Paiva

      10 de maio de 2013 at 12:28

      Nem vi tudo, não aguentei tanta idiotice.

    • André Vinicius

      10 de maio de 2013 at 12:37

      Não, sério, é sensacional. Os caras não têm a MENOR ideia do que tão falando. Parece que pegaram o assuntinho top trend e resolveram comentar. Lembra quando a Ação Games botava o especialista em jogo de luta pra fazer detonado de RPG e saíam aquelas coisas geniais? Pois é, a impressão é a mesma.

    • Gabriel Suster

      13 de maio de 2013 at 02:18

      ok entao expliquem bem o motivo do ffxiii ter sido tao repudiado pelos fãs, pq a square-enix vem tendo prejuizo, pq jogos bons q sao spin-off demoram anos pra vir claro q supondo q venham

    • Adriano Nogueira

      14 de maio de 2013 at 17:25

      Ele não vai explicar pois não tem argumento, são frases montadas já.
      Tipo de gente não sabe receber crítica do que gosta e aceitar a opinião do próximo e debater com sua tese.

  17. Rafael-DFL

    11 de maio de 2013 at 23:18

    Olha só, não é que o tema foi realmente esse? Segue mais um livro…digo, post:

    Não acho que a SquareEnix seja idiota ao pé da letra (e sim soberba nas suas atitudes). Não estava acertando como deveria por uma visão de mercado equívoca em certos pontos, mas se tocou pra isso ultimamente ao comprar a Eidos e fazer ótimos jogos que não eram necessariamente dela, como o DeusEX, Hitman e o Tomb Raider agora. Sem contar que ela se tocou do “poder” das coletâneas e ports HD e fez isso com o Hitman, além do Kingdom Hearts e do Final Fantasy X (AHAAAAHAAAAHAAAAA…AHAAAAAHAAAAHAAA) que estão pra sair.

    Sei que é difícil encarar a SquareEnix como algo além disso, ainda mais olhando para o passado dela, mas acho que esse foi o único ponto que me fez discordar um pouco do podcast: se prender bastante em Final Fantasy. Senti a falta de outros jogos, mesmo que vocês tenham abordado em certo ponto a série Chrono também.

    Aliás, falando em Final Fantasy, isso que me deixa meio triste com a empresa atualmente: Não achei o FF XIII ruim, mas foi longe (mas muito….muito longe) de uma experiência única de RPG dessa geração, como eu sentia com os outros. O problema é que FF já não é mais rentável quanto antigamente assim como o RPG já não é um gênero dominante. Mesmo assim essa é praticamente a única franquia da casa (tirando os jogos da Eidos) em que a SquareEnix insiste em apostar com todas as forças. Sinto falta de títulos diferentes mas com o mesmo alto padrão de qualidade (acho que o The World Ends With You foi o último a conseguir isso). A empresa se resumiu, pelo menos nos consoles atuais, à seu “carro-chefe” como fonte única de criação de jogos, o que é uma pena, já que a série XIII vem sido bem odiada.Nem um KH novo apareceu pros consoles de mesa. Pelo menos a versão de 3DS mandou muito bem.

    A SquareEnix tinha informado há alguns anos que ia se dedicar ao mercado de mobiles e isso aconteceu. Mas como vocês citaram, o preço deles é ridículo, o que pra mim aumenta essa atitude soberba deles. Pensei por vezes em comprar o The World Ends With You / FF Tactics e o Chrono Trigger, mas desisti pelo preço. Eles ainda estão lançando alguns remakes de FF e devem continuar assim ao longo dos anos.

    Enfim, é “basicamente” isso. Não acho que a SquareEnix esteja tão ruim assim em qualidade, até porque ela criou alguns jogos bacanas ultimamente (não necessariamente dela), mas ainda precisa acordar em alguns pontos. Sinto falta de jogos de qualidade, além de FF, que me impressionaram tanto quanto Brave Fencer Musashi, Threads of Fate e Legend of Mana no Playstation. E ah, uma dica que provavelmente vocês já deviam saber: se vocês querem um jogo dessa geração que seja fiel aos Final Fantasy antigos, peguem sem pensar duas vezes o Lost Odyssey de X360. Fico na espera do próximo podcast e meus parabéns pelo Rodrigo por trabalhar na SquareEnix!

  18. William Manso

    13 de maio de 2013 at 21:59

    po pessoal, fiquei sem comentar o último podcast :( tudo porque dessa vez vcs foram pontuais (um podcast por semana)… e olha só a quantidade d comments q tem aki, uma maravilha! bom ver a gamefm crescendo, eu q já acompanho há um bom tempo, sei o quanto tá sendo duro ai… tá tendo mais views nos vídeos d vcs, o negócio tá melhorando…sobre a square enix, eu sou meio old school, igual ao alan, e meu preferido é um q ela fez em parceria com a nintendo, o primeiro mario rpg, pro super nintendo… delícia akele jogo, até hoje eu jogo d vez em quando… apesar das cagadas, a square é hoje uma das poucas q ainda faz jogos d qualidade… os gráficos dos últimos final fantasy são fabulosos e os enredos ainda carregam um pouco dos bons tempos em q os games eram feitos com amor… eu sou meio chato com isso, sempre falando do mesmo assunto, mas q saudade da rare…

  19. Adriano Nogueira

    14 de maio de 2013 at 17:24

    Pelo o que eu vi o assunto gerou polemica!
    A Square tem feito muita cagada ultimamente e para mim o ultimo FF bom foi o 12, pois tem uma mecânica diferente dos outros.
    O FFX poderia ter sido um jogo muito bom… se tirasse o enredo de personagens e deixasse só o Auron (O Unico personagem sério, já que o PALHAÇO do Tidus não sabe brandir uma espada … aquele jogador estupido de futebol com handebol aquático).
    O Wakka então nem se fala, jogar bola nos inimigos???, joga a mãe pow! vai que é super effective!
    Sou fã pacas do XII, odiei o X pelo os seus personagens e o 8 vai deixar saudades…
    FF X-2 é um jogo full otaku querendo ver peitos, mas é legalzinho.
    O FF13 nem vou falar nada pois nem merece minhas palavras…
    PS: Alguém vai dizer que algum ff vendeu pra caramba, ganho nota 1000 e por isso é bom, só uma coisa, psy gangnam style tem mais de 20 kk de visualizações e nem por isso é bom.
    Abraços a todos e BR é meu ovo, Sou Brasileiro com orgulho e foda-se essa piadianha tosca de BRs Hue huehue.

    • André Junqueira

      19 de maio de 2013 at 20:19

      acabei de zerar o FF12 no ps3, numa tv de 42 full hd, vish! é outra experiencia! quando eu jogava no meu ps2 era uma tv modelo antigo, de 29 polegadas, de tubão kkk recomendo q vc faça esse teste!

  20. Pingback: A Square não aprende: FFIV foi lançado para Android por 33 reais

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Você também pode gostar

Destaque

Um vazamento feito pela TCL aponta que o PS5 Pro e um novo modelo do Xbox estão chegando a partir de 2023. Mas já?...

Debug Mode

Nesse episódio temos aquela eterna discussão do que é melhor: RPG de turno ou action RPG? Acompanhe nossos argumentos contra e a favor de...

Destaque

Tivemos uma enxurrada de vazamentos e informações sobre Silent Hill dessa vez. Não só temos pelo menos 3 jogos em produção como um deles...

Destaque

Para a surpresa de alguns (e outros nem tanto), Starfield não irá mais sair em 2022, mesmo tendo a data anunciada de 11/11/22. Com...

Advertisement

Copyright © 2021 GameFM