Início » [GameFM Reviews] Wolfenstein: The New Order (PS4) – Análise
Destaque Reviews

[GameFM Reviews] Wolfenstein: The New Order (PS4) – Análise

Wolfenstein The New Order é um jogo de FPS com temática de segunda guerra mundial que foi feito pela MachineGames e distribuído pela Bethesda para PS3, PS4, Xbox 360, Xbox One e PC.

Confira nosso também review em vídeo:

Muitos questionaram se um jogo com uma premissa de matar nazistas seria necessário, por ser um tema muito batido, já abordado por muitos games dos mais diversos gênero. Mas, fico feliz de dizer que essas críticas não são válidas e que o jogo surpreende positivamente, te jogando na pele de um soldado americano ao melhor estilo de Bastardos Inglórios com um desejo sanguinolento de matar nazistas (Die Nazi Scum!).

Você se encontra na pele do soldado americano William B. J. Blazkowicz, que tem como missão de vida matar nazistas (e que faz com muito prazer)! O jogo começa numa missão de invasão a Alemanha em 1946 com BJ e sua companhia. Após a missão ser mal sucedida, BJ entra em coma e acorda em 1960 em um mundo futurista onde os alemães ganharam a guerra e agora dominam o mundo (e preciso comentar como ponto positivo a originalidade desse universo alternativo).

Como foi dito, o jogo é um FPS que tem uma mecânica mais old school do que os shooters atuais.Você pode alternar entre tiro, porrada e bomba ou então matar com stealth (que funciona muito bem #chupaassassinscreed). Além do tiro clássico com uma arma, você tem a opção de atirar segurando 2 armas ao mesmo tempo onde cada gatilho do controle controla o tiro de uma das armas. Bem badass! E sendo nesse estilo clássico, o protagonista pode guardar uma infinidade de armas em seu bolso. O realismos aqui passa longe, mas o importante é a diversão!

Mas, existem algumas ressalvas. Felizmente você não tem vida regenerativa, mas é necessário que você pegue todas as balas e health, literalmente. Não é só passar por cima como em outros jogos, você tem que pegar os itens. Isso pode ser tornar um pouco irritante após algumas horas de jogo.

Nas fases somente Stealth, a inteligência artificial é completamente imbecil! Caso os inimigos que te vejam, eles vão andando na sua direção com toda calma do mundo, e por algum motivo ninguém segura uma arma… Por fim, por mais legal que seja atirar com duas armas, a mira vai pro espaço e fica zoada. Eu particularmente só usei para matar os robôs gigantes por serem grandes e diminuir a taxa de erro.

Outros pontos positivos são o game design e a história. O jogo te surpreende a cada fase com uma história envolvente e com grande criatividade para as localidades (Londres nazista, por exemplo). Além de serem muito bonitas visualmente, as fases sempre te dão muitos caminhos para chegar ao mesmo lugar, ainda com a possibilidade de se jogar com uma aproximação stealth. Aliado a isso, você tem como dar uma “olhadinha de lado” (lean, aquela inclinada com a cabeça nos cantos dos corredores) pelas paredes para espiar a sala ao lado (no melhor estilo jogo indie de terror) ou até mesmo matar o comandante de cada área para que ele não alerte as suas tropas.

Wolfenstein possui também uma pequena árvore de habilidades que irá te auxiliar ao longo do jogo, dependendo da sua especialização, mas que nunca chega a se desbalanceada. Além disso, você tem como dar upgrades nas armas, mas diferente do que estamos acostumados hoje em dia, você tem que achá-los a cada fase. Mais uma característica dos FPSs clássicos.

E, para aqueles não familiarizados com o inglês, não tenho uma boa notícia. O jogo foi lançado sem nenhum tipo de localização para o português! Uma pena, pois como falei anteriormente, a história é um ponto forte do jogo, e quem não souber muito inglês vai acabar perdendo muita coisa. :/

Em conclusão, podemos dizer que a volta da franquia Wolfenstein foi um sucesso e nunca foi tão divertido matar nazistas! Faltou uma localização para o Brasil mas entendo que isso não é tão simples assim de se fazer (mas custava ter uma legenda traduzida pelo menos?). Apesar do tema ser batido, ao trazer BJ no estilo de Bastardos Inglórios com uma história envolvendo uma realidade alternativa, o jogo te ganha a cada fase, ainda mais juntando isso ao gameplay sólido, com poucas ressalvas. A adição de um modo stealth como botão dedicado à ele ajuda muito no desandar do jogo aumentando as opções de abordagem do jogador trazendo novas experiências. Recomendado!

Sobre o Autor

Foto de perfil de Leonardo Coimbra

Leonardo Coimbra

Administrador, gamer desde Atari e desacreditado de Final Fantasy

Comentários

Loading Facebook Comments ...

Adicionar comentário

Clique aqui para comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Último Vídeo – GameFM – YouTube

Media Kit GameFM
Debug Mode - Podcast
GameFM Play
Mesa do Fliper






Pular para a barra de ferramentas