Destaque Notícias

Senadora americana diz que video games podem criar assassinos em massa

 

U.S. Senate Intelligence Committee Chairman Senator Feinstein speaks to the media on NRA/assault weapons in Washington

A senadora democrata Dianne Feinstein fez um discurso contra video games violentos. Em entrevista a senadora falou que este jogos podem criar assassinos em massa.

“Eu acho que jogos muito violentos podem se  tornar um simulador e levar à prática. Eles permitem que um indivíduo se torne mais tolerante à morte e ao sangue,” disse Feinstein, se referindo aos exageros nos quais alguns games mostram a violência e a morte.

“Obviamente não é assim na vida real,” ela concluiu.

Durante um evento na semana passada, Feinstein disse que jogos violentos têm “uma influência muito negativa nos jovens.” Ela ainda disse que, se a industria de games continuar a fazer jogos que glorificam as armas, o congresso deveria intervir.

Os comentários da senadora seguem as consequências do massacre ocorrido em Dezembro, em Connecticut, aonde um homem de 20 anos assassinou 20 crianças com idades entre 4 e 6 anos e seis adultos e em seguida se matou.

O assassino era um dos “gamer demente.” Gamers norte-americanos com problemas psicológicos.