Destaque Notícias

Philips processa a Nintendo, e quer parar as vendas do Wii U nos EUA

Patentes são coisas engraçadas às vezes. Você pode registrar uma certa invenção a qualquer hora, mas não necessariamente torná-la realidade, só para que outras empresas não façam o mesmo, e para ter o prazer de processar todo mundo por quebra de patente. A King.com tentou fazer isso com Candy Crush, e agora está marcada como a nova Zynga, uma empresa mesquinha que merece nada mais do que a falência. E a Philips resolveu atrair o ódio da comunidade gamer atacando ninguém menos do que a Nintendo, e com consequências extremas.

Explicando melhor a coisa toda, a Philips processou recentemente a Nintendo porque o Wii U viola algumas de suas patentes, que dizem respeito aos controles de movimento do console, e a tecnologia que “modela o corpo do usuário em um ambiente virtual animando um corpo virtual que segue os movimentos físicos do usuário”. O processo foi feito ontem em Delaware, EUA, e pretende não só receber danos, como também impedir a venda do Wii U nos Estados Unidos. Parece que a Philips está desde 2011 tentando se comunicar com a Big N em relação à isso. A mesma ainda não declarou nada sobre o processo.

Palhaçada. Agora, a Nintendo usa controles de movimento nos consoles desde quando? 2006?? E o Wii U não faz muito mais do que o Wii nesse ponto, só agora que eles decidem processar? E a Microsoft e a Sony, não vão receber nada também? O Kinect se encaixa muito mais na descrição da patente do que os controles da Nintendo…

É bem provável que a coisa toda acabe em pizza, com as duas empresas resolvendo a treta com um acordo legal. Ainda não deixa de ser ridículo.